Entidade evita comentar denúncia

iG Minas Gerais |

A Petros não quis comentar a crise na diretoria. Em nota, afirmou que “não comenta publicamente questões internas referentes à sua administração”. A fundação informou que a inspeção interna requerida pela Petrobras está em curso, mas é de responsabilidade da estatal, que mantém os resultados em sigilo. A fundação frisou ainda que o fato de estar sob a inspeção solicitada pela Petrobras “não significa que haja alguma irregularidade ou suspeita de irregularidade”.7Rio de Janeiro.

Em relação às investigações da operação Lava-Jato, a Petros informou que não recebeu qualquer comunicado oficial e nem teve acesso ao teor das denúncias, mas criou uma auditoria interna, com o apoio de consultoria externa independente, para avaliar todos os ativos de crédito com provisões de perda. O objetivo da auditoria em curso é verificar se foram realizados de acordo com as regras de boa governança.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave