Festival divulga grupos mineiros

iG Minas Gerais |

1º Encontro Mineiro da Canção Infantil7 está programado para acontecer em setembro deste ano, com a ideia de divulgar um celeiro de artistas mineiros e internacionais focados em produzir música de qualidade para crianças no Brasil e na América Latina.

Apesar disso, a ideia dos grupos Ziriguibum e Serelepe, idealizadores da iniciativa, é chegar aos ouvidos não só de crianças, mas também das famílias. “A criança não ouve um disco sozinha indo para a escola. Normalmente está com os pais. Por isso pensamos num modelo que contemplasse a família e servisse de divulgação para nossos artistas ao mesmo tempo, para construir uma cena com o maior público que pudermos agora”, resume Ricardo Ulpino, diretor musical do Ziriguibum.

O projeto do festival foi aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultural no ano passado, mas, ironicamente, deve fechar um patrocínio com uma grande empresa de São Paulo: “É engraçado só encontrar apoio lá fora, infelizmente. Ouvi dos empresários paulistas) que é exatamente o tipo de coisa que eles querem apoiar no país”, diz Ricardo.

Na prática, serão quatro dias de shows gratuitos, sendo três deles em escolas públicas da cidade, sempre às quartas, quintas e sextas, nos períodos da manhã e tarde – os horários ainda serão definidos e as escolas selecionadas para receber os espetáculos, também. No sábado, as apresentações acontecerão em praças, parques e locais públicos, além de um possível teatro com capacidade para 800 pessoas para abrigar shows maiores. “Nossa ideia é poder tanto tocar para dez pessoas numa praça, como para quase mil em um teatro, adaptando os shows e difundindo a nossa música tanto só para as crianças, como outros interessados”, avalia Cris Lima, do Serelepe.

Entre alguns convidados confirmados para o festival, estão o próprio grupo Ziriguibum, a banda Serelepe e a cantora Silvia Negrão, além de dois artistas latinos que também devem confirmar presença ainda neste mês. “Vamos fazer oficinas também e convidar especialistas para bate-papos. O mais legal é que, para os shows de oito artistas que pretendemos convidar, pensamos em trazer gente como Julio Brum, do Uruguai, e Jorge Sosa, da Colômbia, que se dedicam à música infantil de qualidade”. (LS)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave