Produção da Petrobras no pré-sal é recorde, mas extração cai

Uma das plataformas que interromperam produção, segundo empresa, foi navio plataforma Marlim Sul, no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos

iG Minas Gerais | Folhapress |

A Petrobras informou que sua produção de petróleo no Brasil caiu 0,9% entre dezembro e janeiro, tendo passado de 2,212 milhões de barris para 2,192 milhões de barris por dia, devido ao encerramento das atividades de duas plataformas.

A produção no pré-sal aumentou 0,5%, de 666 mil barris para 669 mil barris por dia. Já representa 28% do total de óleo extraído no país.

Uma das plataformas que interromperam a produção, segundo a empresa, foi o navio plataforma Marlim Sul, no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos. A outra é a Dynamic Producer, que encerrou um teste na Bacia de Santos.

Considerando a produção de petróleo e gás em todo o Brasil, incluída a parcela de seus sócios, a produção foi um pouco menor -caiu de 2,675 milhões para 2,661 milhões de barris por dia.

Segundo a Petrobras, apesar de ter desmobilizado uma plataforma, a produção não caiu mais porque outros poços foram conectados à plataforma Cidade de Mangaratiba, no campo de Lula, no pré-sal, e em duas plataformas em Roncador, na Bacia de Campos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave