Corpos de vítimas são retirados de navio-plataforma no Espírito Santo

Mais 65 funcionários que estavam a bordo durante o acidente foram retirados da plataforma; vinte e seis deles ficaram feridos

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

ES - EXPLOSÃO-NAVIO-PETROBRAS-MORTOS-FERIDOS - GERAL - Movimentação para a chegada de feridos da explosão navio plataforma da Petrobras no Aeroporto de Vitória (ES), nesta quarta-feira (11). Um acidente em um navio plataforma deixa feridos e mortos nesta tarde. De acordo com o coordenador do Sindipetroleiros do Espírito Santo, Paulo Rony, houve uma explosão em um navio fretado, com tripulação terceirizada, a serviço da Petrobras. 11/02/2015 - Foto: BRUNO HERCULANO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
ES - EXPLOSÃO-NAVIO-PETROBRAS-MORTOS-FERIDOS - GERAL - Movimentação para a chegada de feridos da explosão navio plataforma da Petrobras no Aeroporto de Vitória (ES), nesta quarta-feira (11). Um acidente em um navio plataforma deixa feridos e mortos nesta tarde. De acordo com o coordenador do Sindipetroleiros do Espírito Santo, Paulo Rony, houve uma explosão em um navio fretado, com tripulação terceirizada, a serviço da Petrobras. 11/02/2015 - Foto: BRUNO HERCULANO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A empresa BW Offshore informou nesta sexta-feira (13) que retirou os corpos dos cinco funcionários mortos na explosão do navio-plataforma Cidade de São Mateus, no último dia 11. Segundo nota divulgada pela empresa, quatro são brasileiros e um é indiano. Quatro pessoas continuam desaparecidas desde o momento da explosão.

Mais 65 funcionários que estavam a bordo durante o acidente foram retirados da plataforma. Vinte e seis deles ficaram feridos, dos quais pelo menos sete, segundo a BW Offshore, estão internados em um hospital da região metropolitana de Vitória (ES).

A explosão ocorreu por volta das 12h50 da última quarta-feira (11), na sala de bombas da plataforma, que produz petróleo nos campos de Camurupim e Camurupim Norte, localizados na Bacia do Espírito Santo, a aproximadamente 120 quilômetros do litoral. A BW Offshore opera a plataforma, a serviço da Petrobras.

Leia tudo sobre: acidenteexplosãopetrobrasespírito santo