Fiscalização redobrada nas BRs

PRF vai contar com 140 bafômetros, 588 radares e mais cem agentes para monitorar motoristas

iG Minas Gerais | Luciene Câmara / Bernardo Miranda |

Instalação. Concessionária responsável pela BR–040 já começou a instalar 16 radares na rodovia e no Anel, como previsto em contrato
Uarlen Valério
Instalação. Concessionária responsável pela BR–040 já começou a instalar 16 radares na rodovia e no Anel, como previsto em contrato

A chegada do Carnaval é momento também de reforço na fiscalização das estradas de Minas. Nas rodovias federais que cortam o Estado, cerca de 600 aparelhos eletrônicos estarão multando quem desrespeitar as regras de trânsito. A operação especial da Polícia Rodoviária Federal (PRF) inclui ainda 140 bafômetros e mil agentes nas BRs, incluindo efetivo vindo de outros Estados. No Anel Rodoviário e em outros trechos da BR–040 entre Belo Horizonte e Contagem, na região metropolitana, 16 radares também estão sendo instalados, mas ainda não vão funcionar no feriado.

“O Carnaval preocupa mais pela característica do feriado, que envolve muita bebida, festas até altas horas da noite e sono ao volante”, alertou o inspetor da PRF Aristides Júnior. Outro agravante é o fato de a folia atrair muitos jovens motoristas ainda inexperientes em estradas. “Os principais fatores de risco são velocidade alta, dirigir embriagado, motociclistas e o não uso do cinto de segurança”, completou Júnior. Anel. Atualmente, o Anel Rodoviário tem 16 equipamentos eletrônicos fixos de fiscalização (conforme contagem feita pela reportagem no mês passado), sendo sete desativados no trecho de 10,5 km que corresponde à BR–040. Segundo a concessionária Via 040, responsável pela gestão da rodovia, os aparelhos estão inoperantes por conta de restaurações na pista, que se estendem até o fim deste mês, conforme o cronograma da obra. Já os 16 novos radares em instalação no trecho mineiro são adicionais, e a empresa tem até abril para concluir o trabalho. Dez ficam localizados no Anel, três em pontos da 040 em Belo Horizonte e três em Contagem. A Via 040 garantiu que os radares em instalação não estarão operando no Carnaval. Já o Dnit informou que estará com 588 equipamentos eletrônicos em operação em diversas rodovias federais do Estado. A PRF também vai utilizar 22 radares, além de um helicóptero para monitorar o trânsito. Os mil policiais em campo representam um aumento de 11% no efetivo, já que a corporação conta com 900 agentes, habitualmente. “Serão feitas rondas ostensivas, e haverá também posicionamento em pontos considerados críticos”, afirmou o inspetor. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) também faz desde nesta quinta blitze educativas em diversas rodovias da região metropolitana. Nesta quinta, haverá uma ação na BR–356, próximo à Copasa, com entrega de panfletos com orientações e presença da Corte Momesca, além da participação de outros órgãos de trânsito.

Restrições Lei. O tráfego de bitrens, rodotrens, treminhões, cegonheiras carregadas e veículos com carga excedente está proibido das 16h às 0h desta quinta e das 6h às 12h deste sábado, o que se repete na terça e na quarta-feira, respectivamente.

Radares A Via 040 é a concessionária responsável pela gestão do trecho de 936,8 km da BR–040, entre Brasília (DF) e Juiz de Fora, na Zona da Mata. Pelo contrato de concessão, a empresa tem até abril para instalar 20 radares fixos, sendo 16 em Minas, dois em Goiás e dois no Distrito Federal. No Anel Rodoviário, os equipamentos estarão entre os KMs 534 e 543 (todos no sentido Rio de Janeiro), e entre os KMs 534 e 540 (no sentido Sabará).

Serviços no feriado

Órgãos públicos, bancos e comércio de rua. Não funcionam na segunda e terça-feira. Na Quarta-Feira de Cinzas, a partir das 12h. Centros de Saúde. Na segunda-feira, das 7h às 17h, e na quarta-feira, após as 13h. As UPAs abrem normalmente. Transporte. No sábado, o metrô mantém a escala do dia. De domingo a terça, opera em horário de feriado. Os ônibus rodam em horário reduzido na segunda e na manhã de quarta. Na terça, com quadro de feriado.

Segurança Além de fazer a revisão do veículo antes de viajar, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) alerta sobre a importância dos motoristas respeitarem o limite de velocidade e só fazerem ultrapassagens pela esquerda e em locais permitidos, onde haja condições necessárias para a execução da manobra. Em caso de chuva, a orientação é ligar os faróis baixos, diminuir a velocidade e aumentar a distância de segurança em relação ao veículo da frente.

Afogamentos preocupam Uma das preocupações durante o Carnaval são os afogamentos. O Corpo de Bombeiros vai atuar com todo o efetivo – 6.300 homens – na prevenção e no atendimento dessas ocorrências e também em resgates de acidentes na estradas mineiras. Haverá equipes espalhadas pelos balneários, de prontidão para fazer os atendimentos. No Carnaval de 2014, 21 pessoas morreram afogadas em Minas Gerais. Em todo o ano passado, foram 357 óbitos por afogamento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave