Fim de semana é marcado por execuções bárbaras

De sexta-feira (6) a domingo (8), foram registrados cinco homicídios na cidade; uma das vítimas, um homem de 27 anos, foi encontrada com 55 perfurações

iG Minas Gerais | DAYSE RESENDE |

No Filadélfia, vítima de 30 anos estava dentro de carro
João Lêus
No Filadélfia, vítima de 30 anos estava dentro de carro

O índice de homicídios em Betim, que no mês de janeiro bateu recorde, com 38 execuções, continua assustando os moradores do município. Somente entre sexta-feira (6) e domingo (8), cinco assassinatos bárbaros foram registrados na cidade.

Um dos crimes mais violentos aconteceu na esquina das ruas Pedro Silva e Pará de Minas, no bairro Imbiruçu. Segundo o boletim de ocorrência, Nilton do Nascimento Batista, 27, foi encontrado com 55 perfurações, no domingo (8).

Além disso, a vítima teve o rosto desfigurado e perda de massa encefálica. Moradores da região se recusaram a passar qualquer tipo de informação que pudesse ajudar na localização de algum suspeito. Ainda no domingo (8), desta vez na rua Monsenhor Horta, no bairro Santo Afonso, a vítima foi Fabrício dos Reis de Freitas, 32, que estava em um bar quando se desentendeu com outro homem e acabou sendo agredido. Ele foi levado para o Hospital Regional, porém, não resistiu aos ferimentos. “Segundo informações de familiares, o autor do crime, ao fugir do local, ainda tentou atropelar a vítima. O suspeito já foi identificado, mas ainda está foragido”, informou um policial militar que participou da ocorrência.

No mesmo dia, na rua Perciliana Ana de Jesus, no bairro Guanabara, Evandro Roque de Souza, 36, conhecido como Loya, foi assassinado na garagem de uma residência enquanto jogava baralho com os amigos. “Ele estava recebendo diversas ameaças após se desentender com um traficante da região”, contou uma pessoa que era ligada à vítima.

Já na sexta (6), Fagner de Oliveira, 44, foi morto com um tiro à queima-roupa, no bairro Pingo d’Água. Segundo a polícia, a autoria e a motivação do crime não foram informadas.

No sábado (7), na rua Ricardo Carvalho, no bairro Filadélfia, a Polícia Militar encontrou Uellington Luiz Pacheco, 30, morto sentado dentro de um carro. De acordo com informações da perícia, o veículo tinha perfurações na porta. O homem foi executado com sete tiros.

Em todos os casos, após perícia, os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Betim. Os crimes estão sendo investigados pela Delegacia de Homicídios.

Fevereiro já contabiliza 8 vítimas

Betim iniciou o segundo mês do ano com oito assassinatos em 12 dias. Além dos cinco casos registrados no último fim de semana, outras três pessoas já haviam sido assassinadas em regiões diferentes do município.

Os casos aconteceram no dia 2, no bairro Bom Retiro, onde um taxista foi encontrado em casa sem vida e com um corte no pescoço, e no dia 3, no Imbiruçu, onde um homem de 30 anos e uma garota de 14 foram mortos após o carro em que eles estavam ter sido alvejado com vários tiros.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave