Para oposição, 6ª reforma é mais um remendo do governo

Um dos erros mais graves do projeto de lei enviado pelo Executivo à Câmara na reunião de terça (10), de última hora, seria não colocar o número de cargos existentes na educação

iG Minas Gerais | Lisley Alvarenga |

vv

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave