Estação da alegria

Nos últimos anos, o Carnaval de Belo Horizonte cresceu, quebrou tabus, e traz, a cada edição, muitas novidades; conheça os novos blocos que chegam no Carnaval de Belo Horizonte para incrementar a folia em 2015!

iG Minas Gerais | Felipe Bueno |

FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
undefined

O Carnaval é uma festa capaz de  mobilizar uma multidão de pessoas e, para o pesar de muitos, ocorre apenas uma vez por ano. É possível aproveitar o período de várias maneiras, como em bailes de fantasia, blocos de rua, desfiles de escolas de samba, shows, pipocando atrás de um trio elétrico, ou mesmo vendo tudo isso pela TV. Visto isso, o brasileiro não está imune ao Carnaval. O país se volta, inteiramente, para isso. 

Com o passar do tempo, várias cidades brasileiras se consagraram com uma festa diferente no Carnaval. Os desfiles de escolas de samba no Rio de Janeiro e São Paulo exibem a exuberância e requinte; em Salvador, quem faz a festa são os músicos do ritmo axé, em trios-elétricos, em Recife, o frevo e desfile de bonecos são características que marcam a folia; já em Minas Gerais, em diversas cidades históricas, os blocos são a maior tradição. Até pouco tempo atrás, a capital mineira não tinha um Carnaval para chamar de seu. Hoje, a festa se diversificou, e vem ganhando, ano a ano, mais público.

Não se sabe, ao certo, quando o Carnaval de Belo Horizonte reacendeu a chama. Sabe-se apenas que, desde 2009, um movimento, descentralizado, começou a surgir na cidade. Mais recentemente, blocos de Carnaval se organizaram para mostrar que a folia é para valer. Por surpresa da prefeitura, já acostumada a ver a população migrar, durante essa época do ano, para o litoral, muitos belo-horizontinos e cidadãos que adotaram a cidade como sua começaram a fazer volume aos foliões. E o Carnaval de Belô cresceu, assim, da noite para o dia.

A festa é feita por quem é da cidade e gosta da cidade e, sobretudo, do Carnaval. As ruas, nos últimos anos, foram tomadas por gente de várias idades, classes e estilos, que passaram a ir atrás de blocos, que a cada ano aumentam de número. Muitos já criaram um público cativo e adquiriram fama desde os primeiros Carnavais de rua. Mas, novos têm surgido em Belo Horizonte, com propostas diferentes. Há blocos para todos os gostos!

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave