General iraniano prevê o fim próximo do Estado Islâmico

O general Suleimani tem aparecido frequentemente nos últimos meses expressando o apoio de Teerã ao Iraque em seu combate contra o EI

iG Minas Gerais | AFP |

Um importante chefe militar iraniano, o general Ghasem Suleimani, previu derrota num futuro próximo no Iraque e na Síria de grupos jihadistas como o Estado Islâmico.

"À vista das derrotas esmagadoras do Daesh (acrônimo do EI em árabe) e de outros grupos terroristas no Iraque e na Síria, é certo que o fim para eles está próximo", declarou Suleimani em um discurso pronunciado na quarta-feira por ocasião do 36º aniversário da revolução islâmica.

O general Suleimani, chefe da Força Quds dos Guardiões, uma unidade responsável pela operações externas, tem aparecido frequentemente nos últimos meses expressando o apoio de Teerã ao Iraque em seu combate contra o EI.

Em seu discurso, ele elogiou a crescente influência do Irã no Oriente Médio. "Hoje nós estamos vendo sinais de que a Revolução Islâmica se espalha na região, do Bahrein ao Iraque e da Síria ao Iêmen e Norte da África", disse, segundo a agência de notícias Fars.

"Os arrogantes e os sionistas reconhecem, mais do que antes, suas fraquezas e o poder da República (do Irã)", afirmou.

As autoridades iranianas costumam descrever como "arrogantes" os Estados Unidos e outras potências ocidentais, e usam o termo "sionista" para se referir a Israel, que o Irã não reconhece a existência.

A imprensa iraniana publicou várias vezes fotografias do general Suleimani na frente de combate ao lado dos combatentes curdos iraquianos, mas também de militares e milícias iraquianas. O governo iraniano mantém laços estreitos com as autoridades iraquianas, majoritariamente xiitas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave