Marin critica Gallo e admite saída do treinador das seleções de base

Presidente da CBF irá se reunir com o técnico após o Carnaval, para definir o seu futuro

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Alexandre Gallo terá a missão de comandar a seleção no torneio internacional
CBF/Divulgação
Alexandre Gallo terá a missão de comandar a seleção no torneio internacional

O presidente da CBF, José Maria Marin, disse nesta quinta (12) que ficou insatisfeito com a atuação da seleção sub-20 no Sul-Americano da categoria e não garantiu a permanência do treinador Alexandre Gallo no cargo nos Jogos Olímpicos de 2016.

O cartola anunciou que vai se reunir com o técnico após o Carnaval para avaliar a "campanha ruim" no torneio. A seleção ficou em quarto lugar no campeonato encerrado neste mês no Uruguai.

"Não posso garantir o Gallo... O que garante a posição do técnico são os resultados", afirmou Marin. "Não fiquei satisfeito com as atuações da seleção. Vou falar como torcedor e não como presidente. Prevaleceu o individualismo quando deveria prevalecer o coletivo", acrescentou.

Marin é o principal fiador de Gallo dentro da CBF. Em 2012, ele escolheu o treinador para comandar todas as divisões de base.

Substituto de Marin em abril, Marco Polo del Nero não gosta do estilo do técnico. Ele acredita que o cargo deve ser assumido por um treinador mais experiente.

Ao ser questionado se Dunga poderia comandar o time nos Jogos Olímpicos, Marin preferiu se esquivar.

"O Gallo não saiu e já estão pensando no substituto", disse o presidente da CBF.