Carnaval começa em Salvador com a entrega das chaves ao Rei Momo

Ao longo dos dias de folia, são esperados 700 mil turistas; festa deve movimentar R$ 1,5 bilhão, gerando lucro para a cidade

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

Super vai cobrir o Carnaval de Salvador e Recife
RAUL SPINASSÉ/AGÊNCIA ESTADO
Super vai cobrir o Carnaval de Salvador e Recife

O carnaval de Salvador começa oficialmente nesta quinta-feira (12). O prefeito da capital baiana, Antônio Carlos Magalhães Neto, vai entregar, às 19h, as chaves da cidade ao Rei Momo. A cerimônia será animada pelo cantor e compositor Luiz Caldas, que vai celebrar os 30 anos de Axé Music (gênero musical que surgiu na Bahia na década de 80, durante o carnaval), tema do carnaval 2015.

Ao longo dos dias de folia, são esperados 700 mil turistas que devem curtir a festa nos cinco circuitos de Salvador: Osmar (centro), Dodô (Barra/Ondina), Batatinha (Pelourinho), Sérgio Bezerra (Barra) e Bairros, formado por Periperi, Plataforma, Itapuã, Boca do Rio, Cajazeiras, Liberdade e Jardim de Alah.

De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, entre as novidades deste ano estão um espaço destinado a crianças, com oficinas de artes, contação de história, teatro, dança e circuito de minibike, a vila gastronômica, uma roda gigante com entrada gratuita instalada ao lado do Farol da Barra e Arena do Samba.

Segundo estimativa da prefeitura, a folia deve movimentar 5 mil músicos e 600 shows. Ao todo, serão 223 blocos, entre afro, de trios, samba, afoxé, percussão, infantis, alternativos, travestidos, de índios e especiais.

Além da diversão, a folia também vai gerar lucro para Salvador. Segundo o prefeito ACM Neto, o Carnaval 2015 deve movimentar R$ 1,5 bilhão. Quem também deve lucrar com a festa é o comércio informal. A prefeitura cadastrou 8 mil vendedores ambulantes, entre eles baianas de acarajé e vendedores de gelo e lanches, que vão circular pelos circuitos Dodô, Osmar e nos bairros.

Para garantir a segurança dos foliões, a guarda municipal terá um efetivo de mil agentes, que vão atuar em parceria com os órgãos estaduais, como a Secretaria de Segurança Pública e as policiais Civil e Militar. De acordo com o governo estadual, serão 23.732 policiais espalhados por Salvador e por mais 23 cidades do interior.

Leia tudo sobre: carnavalsalvador