Governantes chegam a acordo de cessar-fogo no Leste da Ucrânia

Rússia, Ucrânia, Alemanha e França alcançaram um "acordo sobre o essencial", especialmente um cessar-fogo a partir de 15 de fevereiro e a retirada de armas pesadas da área

iG Minas Gerais | AFP |

Vladimir Putin disse que não pretende se manter no cargo indefinidamente, mas não descartou reeleição em 2018
Reprodução
Vladimir Putin disse que não pretende se manter no cargo indefinidamente, mas não descartou reeleição em 2018

Os governantes da Rússia, Ucrânia, Alemanha e França alcançaram um "acordo sobre o essencial", especialmente um cessar-fogo a partir de 15 de fevereiro e a retirada de armas pesadas da linha de frente no leste da Ucrânia, anunciou nesta quinta-feira (12) o presidente russo Vladimir Putin.

"Conseguimos alcançar um acordo sobre o essencial", declarou Putin, após 16 horas de negociações com os presidentes ucraniano, Petro Poroshenko, e francês, François Hollande, e com a chanceler alemã, Angela Merkel.

O acordo prevê um cessar-fogo a partir de domingo, 15 de fevereiro, e a retirada de beligerantes e de armas pesadas.

Leia tudo sobre: rússiaseparatistaszona de guerracessar-fogo