Escolas prontas para o desfile

Agremiações que fazem parte do Grupo Especial de São Paulo vão para a avenida nesta sexta

iG Minas Gerais |

Estrela. Viviane Araújo foi ovacionada pelo público no último ensaio da Mancha Verde, no Anhembi
Fotos: Leo Franco / AgNews
Estrela. Viviane Araújo foi ovacionada pelo público no último ensaio da Mancha Verde, no Anhembi

SÃO PAULO. A contagem regressiva já começou. A um dia do início dos desfiles de Carnaval, as escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo acertam os últimos detalhes dos carros alegóricos, que já estão no sambódromo do Anhembi, na zona norte da capital paulista. As apresentações dos grupos Especial e de Acesso começam nesta sexta e terminam no domingo.  

Nesta sexta-feira desfilam, pelo Grupo Especial, Mancha Verde, Acadêmicos do Tucuruvi, Tom Maior, Dragões da Real, Rosas de Ouro, Águia de Ouro e Nenê de Vila Matilde. No sábado, é a vez de Unidos de Vila Maria, Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Império da Casa Verde, Tatuapé, Vai-Vai e X-9 Paulistana.

As escolas do Grupo de Acesso desfilam no domingo, na seguinte ordem: Tricolor Independente, Colorado do Brás, Unidos do Peruche, Camisa Verde, Imperador do Ipiranga, Morro da Casa Verde, Leandro de Itaquera e Pérola Negra.

PÚBLICO. Segundo a SPTuris (empresa municipal de turismo e eventos de São Paulo), a expectativa é a de receber cerca de 110 mil espectadores, sendo 90 mil no Grupo Especial e no desfile das campeãs. Outros 20 mil assistirão aos desfiles do Grupo de Acesso.

Nos bairros, são esperadas 5.000 pessoas, nos mais de 300 blocos de rua. Com isso, o Carnaval paulistano deve gerar, neste ano, R$ 90 milhões em receitas. Em 2014, o feriado reuniu 120 mil pessoas nos quatro dias de desfiles, das quais 15 mil eram turistas.

LUCRATIVIDADE. A explosão dos blocos de rua em São Paulo já beneficia as lojas especializadas em fantasias da ladeira Porto Geral, na região da rua 25 de Março, no centro. Os comerciantes estão registrando aumento de até 20% nas vendas de acessórios para o Carnaval.

Segundo lojistas, há muito tempo não se vendiam tantas máscaras, óculos, perucas, dentre outros acessórios. “Antigamente, os clientes compravam os artigos e viajavam. Agora, ficam em São Paulo. Para nós, esses blocos de rua renovaram nosso público”, disse Pierre Sfeir, 58, dono da loja Festas e Fantasias.

Atriz celebra 20 anos de avenida O Carnaval deste ano tem um gostinho especial para Viviane Araújo. Além de desfilar como rainha da bateria da Mancha Verde, em São Paulo, e da Salgueiro, no Rio de Janeiro, a atriz e modelo, de 39 anos, completa 20 anos desfilando na Marquês de Sapucaí. “Todo ano tem aquele frio na barriga, tensão de tudo. Não importa o tempo, vai existir sempre”, disse Viviane à revista “Quem”. Mesmo com tanta experiência, ela se emocionou ao cumprimentar o público que estava do lado de fora do ensaio da Mancha Verde, na semana passada.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave