Obama propõe autorização de guerra contra o Estado Islâmico

Em uma carta aos congressistas acompanhando o pedido, Obama os conclama a "mostrar ao mundo que estamos unidos em nossa decisão de conter essa ameaça"

iG Minas Gerais | Folhapress |

O presidente dos EUA, Barack Obama, fala sobre os ataques na França dizendo:
MANDEL NGAN / AFP
O presidente dos EUA, Barack Obama, fala sobre os ataques na França dizendo: "Os EUA estão com vocês"

O presidente dos EUA, Barack Obama, pediu nesta quarta-feira (11) ao Congresso para que autorize formalmente a guerra contra militantes do Estado Islâmico, afirmando que a facção militante poderia ameaçar o território americano se for deixada sem fiscalização.

O presidente enviou ao Congresso uma proposta de resolução de três páginas para autorização de força militar.

Em uma carta aos congressistas acompanhando o pedido, Obama os conclama a "mostrar ao mundo que estamos unidos em nossa decisão de conter essa ameaça".

A resolução de Obama e a carta foram fornecidas à Associated Press. Ele planeja falar sobre seu pedido a partir da Casa Branca na tarde desta quarta.

Obama limitaria a autorização a três anos, com nenhuma restrição para onde as forças americanas perseguiriam a ameaça.

A proposta de Obama bane "operações de combate duradouras", um termo ambíguo que tem o objetivo de conseguir um acordo entre os legisladores que querem autoridade para forças terrestres e aqueles que não.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave