Advogado militante

O texto foi enviado pelo Advogado Wagner Dias Ferreira, Membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MG

iG Minas Gerais | Wagner Dias Ferreira |

Wagner Dias Ferreira
Divulgação/Blog
Wagner Dias Ferreira

O mundo contemporâneo trouxe no exercício da advocacia a ideia do trabalho em massa e em série, como nas fábricas organizadas pelo fordismo. Os escritórios são organizados na busca da qualidade total, de modo que, muito se encontra nos processos, peças processuais fruto dessas estruturas modernas. Advocacia do ctrl+c, ctrl+v passou a tomar corpo. Não raras são as ocasiões em que encontramos petições iniciais, contestações, manifestações simples e despachos, sentenças ou acórdãos onde simplesmente se faz o ctrl+c, ctrl+v para garantir a atuação em massa e repetitiva numa sociedade que, afastando-se de condições arcaicas, onde pessoas eram subtraídas do exercício da cidadania. Agora mais lúcidas comparecem ao judiciário cada vez mais demonstrando que a sociedade está inquieta e busca por igualdade nas condições de vida e democracia. No entanto, a profissão do advogado não foi assim desde o início e não é assim que a profissão deve avançar para o futuro que vem chegando com o processo digital.

A palavra advogado vem do latim advocare, ou seja, defensor.  E o militante na origem é do latim miles, que significa guerreiro. De modo que advogado militante é aquele que defende como guerreiro. É importante que esta mística esteja na mente do profissional do Direito para que exerça a profissão, quase um ministério, com convicção e dinamismo.

O uso da palavra militante tornou-se mais comum, inicialmente, no seu uso eclesiástico, quando nos primórdios do catolicismo já se dizia “católico militante” ou seja católico praticante, convicto de suas crenças e proclamador de sua fé. Esta palavra tomada para o advogado militante dá conta do advogado atuante no foro. Aquele que tem a prática forense.  O que atua com convicção e prática na defesa dos interesses do cliente. Daí que não combina uma pessoa que compreende um interesse o assimila e se pretende defensor do mesmo agir com o ctrl+c, ctrl+v. A compreensão e assimilação impõem a construção de uma argumentação para o caso concreto.

É neste sentido que no mundo contemporâneo a palavra militante foi incorporada também para atuações mais amplas, como militância política, religiosa, social, econômica, dos direitos civis, pela defesa das crianças e adolescentes, das mulheres, pela promoção da igualdade racial ou contra a homofobia e o preconceito. Luta por direitos humanos em geral.

De certa forma quando se usa a palavra militante há sempre a presença de um certo sentido de mudança. Todo ser humano que se proponha como militante faz em seu universo de atuação uma pequena revolução. E a presença de militantes de tempos primordiais, mostra que estas pequenas revoluções são na verdade permanentes e assumem contornos moldados pela conjuntura o que faz dos militantes contemporâneos agentes da construção de uma nova sociedade. Por isso, não combina com a profissão a ausência de convicções no atuar cotidiano. Daí que o advogado militante está em permanente construção de uma nova sociedade com ares revolucionários.

Leia tudo sobre: Você em O TempoWagner Dias Ferreira