Quebra-cabeça continua nesta quarta

Cheio de caras novas, Raposa tem a chance de espantar a desconfiança da torcida nesta noite

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães |

Vai estrear. Uruguaio De Arrascaeta deve finalmente jogar com a camisa celeste nesta noite
Uarlen Valério
Vai estrear. Uruguaio De Arrascaeta deve finalmente jogar com a camisa celeste nesta noite

O Cruzeiro fará nesta quarta o seu terceiro ensaio oficial na temporada, e ,pelo retrospecto recente em seus compromissos, a Raposa terá que superar mais do que a falta de entrosamento na rodada de número três do Campeonato Mineiro 2015.

A grande novidade para a partida desta noite, contra o Guarani, às 22h, na Arena do Calçado, em Nova Serrana, será a tão aguardada estreia do jovem meia uruguaio Arrascaeta com a camisa celeste. Mas o grande desafio do time azul nesta quarta será de colocar fim à desconfiança de sua torcida sobre o futebol apresentado pela Raposa neste início de ano. Principalmente pela proximidade do início da Libertadores 2015. A estreia do Cruzeiro, que está no grupo 3, será daqui a duas semanas, dia 25 (quarta-feira), na Bolívia, contra o Universitário Sucre, às 22h, no estádio Olímpico Pátria.

Com muitas peças novas no grupo e outras ainda em reta final no processo de contratação, o técnico Marcelo Oliveira se vê com um enorme quebra-cabeça em mãos. Remontar o Cruzeiro é a missão em 2015. “O Campeonato Mineiro será um laboratório. Vamos buscar as vitórias necessárias para a classificação, se possível em primeiro, pois isso nos favorecerá na fase final. Vamos evoluir bastante na competição, o que nos fortalecerá na Libertadores. Com uma equipe entrosada, com a característica que todos querem, nós, jogadores, e os torcedores, entraremos na Libertadores para ser campeões”, garante o capitão do time, o goleiro Fábio.

Depois do empate no Mineirão contra a Caldense, os pedidos de paciência por parte do grupo celeste para com a torcida azul ganharam repercussão nessa semana. Tudo por conta das vaias que há muito tempo não ecoavam com tamanha proporção no Mineirão.

“O torcedor está certo. Às vezes, a gente também fica triste. Quando eu não era jogador, era apenas torcedor, eu também vaiava. O torcedor está certo”, comentou o atacante Leandro Damião em entrevista.

Melhora gradativa. O lateral-direito Fabiano, outro novato na equipe azul, e que atuou improvisado na zaga na partida contra a Caldense, sabe que “dar liga” a um elenco novo é complicado. “A gente sabe das dificuldades que nós enfrentamos nas partidas, são muitos jogadores novos. Então, nesse início vai ser mais difícil. O que precisamos é melhorar cada vez mais”, afirma.

“O entrosamento também falta muito, a gente sabe disso. Pelas mudanças, saídas e chegadas de jogadores. A parte física vai melhorar também com o ritmo de jogo. O ano é difícil por isso”, conclui o jogador.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave