São 14 ofícios para não receber a verba

O curioso é que mesmo quem votou a favor do projeto nesta terça também encaminhou ofício abrindo mão

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda |

Apesar de o projeto aprovado nesta terça guardar o caráter indenizatório do auxílio-moradia e estabelecer que os deputados sejam reembolsados pelo gasto com aluguel, ou seja, para receberem o benefício terão que apresentar requerimento com o pedido oficial, 14 deputados entregaram nesta terça ofício à direção da Assembleia informando que não querem receber o benefício mensal.  

Desses 14, dois já haviam votado “não” no primeiro turno, na semana passada, contra o projeto, entre eles Marília Campos (PT) e João Leite (PSDB).

O curioso é que mesmo quem votou a favor do projeto nesta terça também encaminhou ofício abrindo mão. É o caso do deputado Iran Barbosa (PMDB). “Votei porque os deputados têm que avaliar individualmente se querem. Também é uma construção política”, disse, em relação a uma possível retaliação a seus projetos caso votasse contra a proposta. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave