Cruzeiro pode buscar armador na América do Sul

Com dificuldades no mercado nacional, Valdir Barbosa admitiu que substituto de Everton Ribeiro pode vir de algum país vizinho

iG Minas Gerais | Josias Pereira |

Washington Alves/VIPCOMM
undefined

Não é segredo para ninguém que o Cruzeiro está à procura de um armador para substituir a lacuna deixada por Everton Ribeiro, negociado com o futebol árabe. Apesar das recentes decepções no mercado de transferências, a diretoria garante ter nomes em pauta, mas as negociações são tratadas com cautela.

"Está sendo trabalhado o negócio, não é uma opção apenas. É uma posição muto complicada, que demanda uma negociação complexa, e envolve muito dinheiro. Tem quer uma certa cautela", disse o gerente de futebol do Cruzeiro, Valdir Barbosa.

"Existem opções, mas as coisas no Brasil estão muito caras. Tudo equipara-se ao preço, a gasolina está alta, os produtos nos supermercados e os automóveis também. Está tudo muito caro, jogador acompanho isto daí", complementou.

Devido às limitações e dificuldades do mercado nacional, o jogador desejado pelo Cruzeiro pode vir do futebol latino. "Jogador da América do Sul é mais compatível com o nosso mercado, existe possibilidade sim", avaliou o dirigente, que descartou qualquer tipo de tratativa recente pelo meia Lucas Lima, do Santos.

"Não tentamos contratar (o jogador) este ano, isto pode ser uma troca de conversas entre agentes, mas nenhuma proposta jamais foi feita pelo Lucas Lima", afirmou.

De olho nas oportunidades

Justamente pelo dinamismo do mercado, Valdir Barbosa preferiu não estabelecer um limite de contratações na Toca da Raposa. A Raposa segue de olho em novas aquisições.

"O futebol é dinâmico você nunca pode dizer que está parado. O futebol brasileiro é diferente do futebol europeu, vende-se e compra-se com muita intensidade. Pretendemos trabalhar com este grupo para o Mineiro e Libertadores, se for preciso ajustes, nós faremos", concluiu.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave