Irã pede potências que aproveitem oportunidade para acordo nuclear

Duas datas limites para um acordo foram fixadas, entre o país e o Grupo 5+1 - formado por Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido, França e a Alemanha -, mas não foram cumpridas

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

O presidente do Irã, Hassan Rohani, disse nesta terça-feira (10) que as grandes potências devem “aproveitar a oportunidade” para um acordo sobre o programa nuclear iraniano, agora que o país já deu “os passos necessários”. “O Irã deu os passos necessários e cabe agora à outra parte aproveitar a oportunidade”, disse Rohani, citado pela agência oficial Irna.

Hassan Rohani considerou que “foram conseguidos progressos” nas negociações, embora estejam “a alguma distância da conclusão de um acordo final”. As declarações de Rohani foram feitas um dia depois de o presidente americano, Barack Obama, ter dito que a questão, agora, “é saber se o Irã tem vontade política para concluir um acordo”.

Nas negociações entre os iranianos e o chamado Grupo 5+1, constituído pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido, França e a Alemanha – já houve duas datas limite para um acordo que não foram cumpridas, exigindo um prolongamento das negociações.

Nesta fase, as negociações se encaminham para a conclusão de um acordo político até 31 de março e da sua vertente técnica até 30 de junho. As divergências existentes dizem respeito às atividades nucleares que o Irã poderá continuar fazendo após um acordo e com o calendário para a suspensão das sanções que lhe foram impostas.

Teerã garante que o programa nuclear tem apenas fins civis e científicos, mas o Ocidente suspeita que se trata de um esforço do país para fabricar armas nucleares.

O líder supremo do Irã, o ayatollah Ali Khamenei, a cuja autoridade Rohani está submetido, e que terá a palavra final na questão nuclear, disse no domingo que prefere ver as negociações fracassarem a ter um “mau acordo”.

“Os americanos continuam a repetir que é preferível não ter acordo do que ter um mau acordo. Concordo completamente”, disse Khamenei. Tanto os Estados Unidos como o Irã têm dito nos últimos dias serem contrários a um prolongamento das negociações para além da data estabelecida.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave