Dez deputados tinham votado a favor do auxílio-moradia e mudaram voto

Com a aprovação do projeto em segundo turno, todos os parlamentares mineiros terão direito ao benefício de R$ 2.850 mensais como auxílio-moradia, inclusive os que já têm imóvel em BH

iG Minas Gerais | Da redação |

MARIELA GUIMARÃES/O TEMPO
undefined

Os deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovaram, em reunião ordinária na tarde desta terça-feira (10), em segundo turno, o Projeto de Resolução 1/2015, que autoriza a retomada do pagamento de auxílio-moradia de R$ 2.850 mensais aos deputados estaduais de Minas Gerais. O benefício havia sido extinto no fim de 2013 aos parlamentares e seus familiares que possuíam imóveis na região metropolitana de Belo Horizonte.

Ao todo, 36 deputados foram favoráveis ao projeto e 22 votaram contra. Mas alguns mudaram de posição entre os cinco dias que separaram a sessão do primeiro turno da sessão de hoje: dez tinham votado a favor e decidiram ser contra; oito não tinham votado e decidiram votar contra e 14 não tinham votado no primeiro turno e decidiram votar a favor, agora no segundo turno. Procure nas listas abaixo o deputado em quem você votou para saber como ele se posicionou ou se mudou de ideia.

 

Veja a lista dos 40 deputados que votaram a favor da proposta no primeiro turno, em sessão no dia 5 de fevereiro:

Antônio Carlos Arantes (PSDB) Antonio Jorge (PPS) Arnaldo Silva (PR) Bosco (PTdoB) Cabo Júlio (PMDB) Carlos Pimenta (PDT) Celinho do Sinttrocel (PCdoB) Celise Laviola (PMDB) Cristiano Silveira (PT) Cristina Corrêa (PT) Dirceu Ribeiro (PHS) Douglas Melo (PSC) Duarte Bechir (PSD) Durval  Ângelo (PT) Elismar Prado (PT) Emidinho Madeira (PTdoB) Felipe Attiê (PP) Glaycon Franco (PTN) Gustavo Corrêa (DEM) Hely Tarquínio (PV) Iran Barbosa (PMDB) Isauro Calais (PMN) João Alberto (PMDB) João Magalhães (PMDB) Lafayette de Andrada (PSDB) Leandro Genaro (PSB) Mário Henrique Caixa (PCdoB) Missionário Márcio Santiago (PTB) Noraldino Júnior (PSC) Nozinho (PDT) Paulo Lamac (PT) Ricardo Faria (PCdoB) Rogério Correia (PT) Rosângela Reis (Pros) Sargento Rodrigues (PDT) Tiago Ulisses (PV) Tito Torres (PSDB) Tony Carlos (PMDB) Ulysses Gomes (PT) Vanderlei Miranda (PMDB)

Veja a lista dos 36 deputados que votaram a favor do projeto no segundo turno:

Agostinho Patrus (PV) Antonio Carlos Arantes (PSDB) Arlen Santiago (PTB) Antônio Lerin (PSB) Bonifácio Mourão (PSDB) Bosco (PTdoB) Cássio Soares (PSD) Cristiano Silveira (PT) Cristina Correa (PT) Deiró Marra (PR) Dilzon Melo (PTB) Dirceu Ribeiro (PHS) Duarte Bechir (PSD) Durval Angelo (PT) Elismar Prado (PT) Emidinho Madeira (PT) Fabio de Avelar (PP) Felipe Attie (PP) Geisa Teixeira (PT) Gilberto Abramo (PRB) Gustavo Correa (DEM) Hely Tarquino (PV) Inácio Franco (PV) Iran Barbosa (PMDB) Isauro Calais (PMN) João Alberto (PMDB) João Magalhaes (PMDB) Lafayette Andrade (PSDB) Leonidio Bouças (PMDB) Luiz Humberto Carneiro (PSDB) Rogerio Correia (PT) Thiago Cota (PPS) Tiago Ulisses (PV) Tito Torres (PSDB) Ulysses Gomes (PT) Vanderlei Miranda (PMDB)

Veja a lista dos 22 deputados que votaram contra o projeto no segundo turno:

Alencar da Silveira Jr. (PDT) Arlete Magalhães (PTN) Antônio Jorge (PPS) Celinho do Sintrocel (PCdoB) Douglas Melo (PSC) Doutor Jean Freire (PT) Fabiano Tolentino (PPS) Fred Costa (PEN) Glayco Franco (PTN) Gustavo Valadares (PSDB) Ione Pinheiro (DEM) Joao Leite (PSDB) Leandro Genaro (PSB) Léo Portela (PR) Marilia Campos (PT) Mario Henrique Caixa (PCdoB) Rosangela Reis (PROS) Sargento Rodrigues (PDT) Wander Borges (PSB) Noraldino (PSC) João Vitor Xavier (PSDB) Nozinho (PDT)

Os dez deputados que tinham votado a favor e decidiram votar contra no segundo turno:

Antonio Jorge (PPS) Celinho do Sintrocel (PCdoB) Douglas Melo (PSC) Glaycon Franco (PTN) Leandro Genaro (PSB) Mário Henrique Caixa (PCdoB) Rosângela Reis (Pros) Sargento Rodrigues (PDT) Noraldino Júnior (PSC) Nozinho (PDT) 

Oito deputados que não tinham votado no primeiro turno e decidiram votar contra no segundo turno:

Alencar da Silveira Jr. (PDT) Arlete Magalhães (PTN) Fabiano Tolentino (PPS) Fred Costa (PEN) Gustavo Valadares (PSDB) Léo Portela (PR) Wander Borges (PSB) João Vitor Xavier (PSDB)

14 deputados que não tinham votado no primeiro turno e decidiram votar a favor do projeto no segundo turno:

Agostinho Patrus (PV) Arlen Santiago (PTB) Antônio Lerin (PSB) Bonifácio Mourão (PSDB) Cássio Soares (PSD) Deiró Marra (PR) Dilzon Melo (PTB) Fabio de Avelar (PP) Geisa Teixeira (PT) Gilberto Abramo (PRB) Inácio Franco (PV) Leonidio Bouças (PMDB) Luiz Humberto Carneiro (PSDB) Thiago Cota (PPS)

Quatro deputados tinham votado contra no primeiro turno e continuaram contrários no segundo turno:

Doutor Jean Freire (PT) Ione Pinheiro (DEM) Marília Campos (PT) João Leite (PSDB)

Leia tudo sobre: ALMGAssembleiadeputadosauxílio-moradia