Com C. Xavier, Palmeiras mantém tradição de tentar 'reciclar' ídolo

Meia é mais um da lista palmeirense a retornar após um longo período fora

iG Minas Gerais | Folhapress |

Mesmo em condição física longe da ideal, meia deve disputar Campeonato Paulista
Agência Palmeiras/Divulgação
Mesmo em condição física longe da ideal, meia deve disputar Campeonato Paulista

Ainda sem data para ser apresentado, o meia Cleiton Xavier, contratado no último dia 5, é mais um na vasta lista de ídolos recentes do Palmeiras que retornaram ao clube após um período afastado. O jogador foi liberado pela diretoria para resolver questões particulares em Alagoas e só deve ser apresentado na quinta (12).

Mesmo em condição física longe da ideal, o meia deve ocupar uma das 28 vagas de jogadores do Palmeiras para o Campeonato Paulista. O último dia de inscrição é nesta terça-feira (10).

A experiência de tentar reciclar ídolos teve resultados nem sempre positivos nos últimos anos. Alguns, como César Sampaio e Zinho, obtiveram sucesso ao retornar. Outros, como Vágner Love e Edmundo, não conseguiram títulos na segunda passagem alviverde.

Valdivia, que ainda está no elenco, conquistou até um título mais importante na segunda passagem do que na primeira. Em 2008, conquistou um Paulista. Em 2012, participou da conquista da Copa do Brasil.

Apesar do título, porém, nunca teve o desempenho dos sonhos do torcedor, tendo ficado muitos jogos afastados do time por conta de lesões e suspensões.

Veja abaixo um balanço sobre o desempenho destes jogadores:

DERAM CERTO:

CÉSAR SAMPAIO - 1991 a 1994 e de 1999 a 2000 O volante chegou ao Palmeiras em 1990 e foi um dos poucos que seguiram com destaque no elenco após a assinatura do contrato de co-gestão com a Parmalat, em 1991. Foi bicampeão paulista e bicampeão brasileiro, em 1993 e 1994. Quando voltou, conquistou a Copa do Brasil e a Mercosul de 1998, além da Libertadores de 1999. Foi capitão do time nas duas passagens.

ZINHO - 1992 a 1994 e de 1998 a 2003 O meia veio do Flamengo para o Palmeiras após conquistar o Brasileiro com o clube carioca. Também participou dos bicampeonatos estadual e nacional em 1993 e 1994. Na volta, ganhou a Copa do Brasil e a Mercosul de 1998 e a Libertadores de 1999. Mas foi rebaixado para a Série B em 2002.

EVAIR - 1991 a 1994 e 1999 Também bicampeão Brasileiro e Paulista em 1993 e 1994, voltou ao Palmeiras em 1999 para conquistar o maior título da história do clube, a Libertadores. Fez um gol e foi expulso na final do torneio continental, contra o Deportivo Cali. O Palmeiras foi campeão nos pênaltis.

FALHARAM:

KLÉBER - 2008 e 2010 a 2011 Campeão Paulista de 2008, o atacante rapidamente conquistou a torcida, ganhou o apelido "Gladiador" e se tornou ídolo. Ao voltar em 2010, não conseguiu chegar ao mesmo nível da primeira passagem. Deixou o clube pela porta de trás, ao brigar com o técnico Felipão.

VÁGNER LOVE - 2003 a 2004 e 2009 Revelado pelas categorias de base, brilhou na campanha que reconduziu o Palmeiras à Série A, em 2003. O agora jogador do Corinthians voltou ao clube na reta final do Brasileiro de 2009, campeonato no qual, sob comando de Muricy, o Palmeiras esteve perto de conquistar o título -mas deu vexame e não conquistou nem mesmo a vaga na Libertadores.

EDMUNDO - 1993 a 1994 e 2006 a 2007 Mais um bicampeão estadual e brasileiro, voltou ao clube 12 anos depois e, embora tenha se tornado xodó de uma nova geração de palmeirenses, deixou o Palmeiras sem conquistar um título no seu retorno.

EM AVALIAÇÃO:

VALDIVIA - 2007 a 2008 e desde 2010 Na primeira passagem, conquistou o Paulista de 2008 e virou ídolo, muito pelo gol anotado contra o São Paulo na semifinal do Estadual. Na comemoração, fez uma dancinha e levou um safanão de Rogério Ceni. Na volta ao clube, em 2010, a preço de ouro (custará quase R$ 36 milhões ao fim do pagamento das parcelas, em dezembro), sofreu com muitas lesões, conquistou a Copa do Brasil de 2012, mas foi rebaixado à Série B, no mesmo ano. Em 2013, ajudou o time a voltar à primeira divisão. Está no elenco. Mas, com contrato até agosto, pode deixar o clube em breve.

Leia tudo sobre: cleiton xavierpalmeirascampeonato paulistaídolovaldivia