Ex-diretor do FMI nega ser 'organizador' de festa libertinas

"Eu me considero em nada organizador dessas noites. Eu não tinha tempo para organizar qualquer evento", declarou Dominique Strauss-Kahn

iG Minas Gerais | AFP |

Financiamento está em discussão com bancos centrais e ministros
Financiamento está em discussão com bancos centrais e ministros

O ex-chefe do FMI, Dominique Strauss-Kahn, negou nesta terça-feira (10) ter desempenhado qualquer papel de "organizador" nas festas libertinas durante audiência de seu julgamento por proxenetismo em um tribunal penal de Lille, no norte da França.

"Eu me considero em nada organizador dessas noites. Eu não tinha tempo para organizar qualquer evento", declarou na audiência o ex-político francês, que pode pegar até 10 anos prisão se for condenado pela acusação de proxenetismo agravado o qual ele é acusado, juntamente com outros 13 réus.

 

Leia tudo sobre: fmifestasDominique Strauss-Kahnaudiênciafrança