Governo fica com nove das 21 presidências de comissões

iG Minas Gerais |

A base do governador Fernando Pimentel (PT) na Assembleia de Minas conseguiu a presidência de nove das 21 comissões permanentes da Casa, entre elas a de Constituição e Justiça e a de Fiscalização Financeira e Orçamentária, ambas consideradas as mais importantes dentro do Legislativo.

Considerando o bloco independente como mais próximo do governo do que da oposição, Pimentel também terá influência em outras seis comissões, incluindo a de Direitos Humanos.

As definições foram tomadas ontem, após reunião do colégio de líderes dos partidos na Assembleia. Cada legenda pôde sugerir qual comissão tinha preferência, mas nem todos conseguiram o que queriam. O PPS, por exemplo, que pleiteava o grupo ligado à agricultura, não conseguiu o posto, que ficará com o bloco independente.

Hoje será lida em plenário a composição desses novos 21 grupos temáticos. Ontem, após a reunião dos líderes partidários, todas as legendas se encontraram para definir os nomes que vão integrar cada comissão.

Segundo o líder do governo na Casa, deputado estadual Durval Ângelo (PT), o critério adotado foi o tamanho das bancadas. “Foi um processo que demonstrou nosso propósito de buscar um quadro no qual todos os partidos se sintam representados. Acabou a política do rolo compressor”, garantiu o petista. (IL)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave