Conhecimento e acessibilidade guiam Festival de Verão da UFMG

Nona edição promove oficinas, palestras e espetáculos teatrais até esta sexta-feira, em Belo Horizonte

iG Minas Gerais | Vinícius Lacerda |

Exposição ‘Demasiado Humano’ oferece visitação guiada em libras
Maria Navarro
Exposição ‘Demasiado Humano’ oferece visitação guiada em libras

Nos últimos anos, o Festival de Verão da UFMG vinha acontecendo durante o Carnaval. A ideia era movimentar a capital mineira num período em que a cidade ficava vazia e com poucas opções culturais para quem aqui permanecia. Como todos sabem, a situação mudou, e Belo Horizonte tem suas ruas tomadas por diversos blocos. Por isso, o evento, pela primeira vez, antecipa suas atividades e acontece até a próxima sexta-feira, em diversos espaços culturais.

“O Carnaval está tomando a cidade, e o festival estava competindo com ele. Daí resolvemos utilizar esse período pré-carnavalesco para realizar o evento. Além de acharmos que teremos mais adesão, é melhor em termos de mobilidade, já que durante o feriado fica um pouco difícil de se locomover”, justifica a coordenadora-geral do evento, Denise Pedron.

Nesta nona edição do festival, a equipe curatorial escolheu o tema O Corpo É uma Festa para guiar a seleção de toda a programação. A ideia por trás da complexa expressão, explica Denise, é a de valorizar a produção de saber do ponto de vista da racionalidade. “Resolvemos evidenciar o corpo como um meio de adquirir conhecimento”.

A intensa programação em torno dessa premissa acontece no Centro Cultural UFMG, no Conservatório UFMG, no Espaço do Conhecimento UFMG e no Campus Saúde. Cada um desses lugares sediará oficinas – divididas em quatro áreas: ciências exatas, da Terra e tecnologias; ciências da vida e da saúde; humanidades, letras e artes; e projetos especiais –, palestras e espetáculos teatrais, exposições e shows.

Chama a atenção a quantidade de ações dotadas de audiodescrição e acesso por meio de libras. De acordo com o site do evento, todas as palestras contam com ambos os recursos, além de diversas oficinas. Inclusive, duas dessas são voltadas para essa temática. “A universidade (UFMG) tem aumentado sua preocupação com relação à acessibilidade. No festival, teremos duas oficinas: uma que vai testar e discutir a acessibilidade do Espaço do Conhecimento, e outra em que os participantes vão criar planos de acessibilidades para alguns museus”, conta Denise.

A programação completa do evento pode ser acessada no site www.ufmg.br/festivaldeverao.

Agenda

O quê. Festival de Verão UFMG

Quando. Até sexta-feira

Onde. Vários locais

Quanto. Algumas oficinas custam R$ 20, o restante da programação é gratuita

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave