Funcionários da Transimão cruzam os braços e ônibus param em Contagem

Protesto começou no início da manhã e, segundo a polícia, cerca de 150 manifestantes fecham a porta da garagem

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Cerca de 150 motoristas e cobradores da Transimão fazem uma paralisação na frente da garagem, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (9). Com isso, os ônibus que atendem a cidade estão parados.

Segundo militares do 18º Batalhão, o grupo fechou a entrada da empresa, localizada na Wilson Tavares Ribeiro, na Chácara Cotia, por volta de 6h30. Eles cobram aumento de salário. Viaturas da corporação deslocam para o local.

Usuários de linhas da Transimão informaram à reportagem de O TEMPO que já encontram dificuldades no deslocamento até os centros de Contagem e Belo Horizonte.

“Saí do bairro Ressaca e precisava chegar ao bairro Cidade Industrial e não passou nenhum ônibus. Tive que pegar um táxi e gastar R$ 30”, contou o técnico em segurança do trabalho Valdeci Reis, de 32 anos.

Não há previsão para que o serviço seja normalizado. A reportagem de O TEMPO tentou contato com a empresa, mas as ligações não foram atendidas.

Leia tudo sobre: manifestaçãotransimãomotoristasônibusprotesto