Noite de gala

iG Minas Gerais |

Esta segunda-feira é especial para o futebol mineiro. É a noite de entrega do Troféu Guará, que está em sua 52ª edição. Os melhores de 2014 no esporte mineiro foram escolhidos com os votos de 34 veículos de comunicação de todo o Estado, dentre eles os jornais Super e O TEMPO. Nesta edição, não houve unanimidade. Quem mais teve votos foi Everton Ribeiro, com 33. Atrás dele, ficaram Lucas Silva, Diego Tardelli e o preparador físico Carlinhos Neves, com 32 votos cada. Infelizmente, esses quatro destaques não estarão na premiação desta noite. Todos eles deixaram o futebol mineiro. Houve também disputas acirradas, decididas com poucos votos de frente. Casos do dirigente do ano – Gilvan de Pinho Tavares (13 votos) – do craque do ano – Diego Tardelli (14 votos) – do melhor goleiro – Victor (18 votos) – e do melhor quarto zagueiro – Jemerson (17 votos). A Seleção Guará, com os melhores da temporada, ficou assim: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Egídio; Lucas Silva, Henrique, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Diego Tardelli e Marcelo Moreno. A seleção tem detalhes interessantes: a defesa praticamente dominada pelo Atlético, com exceção de Egídio, e o meio-campo formado completamente por jogadores do Cruzeiro. Foram seis cruzeirenses na seleção e cinco atleticanos, o que comprova o equilíbrio e o bom ano dos mineiros na temporada passada. Muitos bons jogadores ficaram fora da lista, tanto que seria possível formar outra seleção, tão boa quanto essa. Jemerson ainda leva o prêmio de jogador revelação de 2014. Marcelo Oliveira foi escolhido o melhor treinador, e Ricardo Marques Ribeiro, o melhor árbitro.

Com moral O Atlético conta os dias para a estreia na Copa Libertadores, no dia 18, Quarta-feira de Cinzas, contra o Colo-Colo, em Santiago, no Chile. Antes do primeiro jogo na competição sul-americana, o técnico Levir Culpi observa o time titular no Campeonato Mineiro. Até agora, a equipe deixou boa impressão, com duas vitórias. A última, sobre o Mamoré por 2 a 0, no sábado, em Patos de Minas, com gols de Jemerson e Luan. A torcida de Patos de Minas ainda assistiu ao goleiro Victor defender um pênalti, cobrado por Diego Sales. Com discurso de pés no chão, o técnico Levir Culpi procura não supervalorizar as duas vitórias do Galo na abertura do Campeonato Mineiro. O treinador prefere dizer que o time está evoluindo gradativamente. Talvez porque saiba que o Atlético ainda pode render mais. Volta complicada Dois meses depois da volta olímpica pelo tetracampeonato brasileiro, o Cruzeiro retornou ao Mineirão ontem. Mas a volta ao Gigante da Pampulha não foi do jeito que a torcida queria. A equipe encontrou muitas dificuldades diante do bom time da Caldense, comandado pelo competente Leonardo Condé. O empate por 1 a 1 acabou refletindo o duelo equilibrado. Os gols saíram no segundo tempo. Willian abriu o marcador, e Luiz Eduardo empatou. O Cruzeiro teve mais uma atuação apagada. O time ainda não se encontrou na temporada 2015, evidentemente, pela grande reformulação no elenco, com a saída de peças importantes, como Everton Ribeiro, Ricardo Goulart, Lucas Silva e Egídio. Marcelo Oliveira terá trabalho para recolocar o trem azul nos trilhos, mas muitos reforços ainda não estrearam, o que deixa a torcida menos preocupada. Nos planos O técnico Levir Culpi deixou no ar a possibilidade de escalar o meia-atacante colombiano Cárdenas no próximo jogo do Atlético, sábado, contra o Democrata, de Governador Valadares, no Independência. Segundo o treinador, Cárdenas está com bom ritmo de jogo, pois participou da pré-temporada do Atlético Nacional de Medellín, realizando, inclusive, um amistoso nos Estados Unidos. Resta saber como o colombiano será aproveitado por Levir: como meia-atacante, explorando os lados do campo, ou como armador, responsável pela articulação de jogadas. Mais um O Cruzeiro está perto de anunciar mais um reforço para a temporada. O clube confirma negociações com o atacante Henrique, de 25 anos, vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado, pelo Palmeiras. Segundo a diretoria, o acordo está bem encaminhado para trazer o jogador por empréstimo. Henrique pode ser o quarto atacante contratado pelo Cruzeiro apenas nesta temporada. Já chegaram Leandro Damião, Joel e Riascos. Se vier, será uma boa opção para o técnico Marcelo Oliveira.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave