Ataque do Galo à moda Cuca

Com jogadores com características parecidas, Levir Culpi pode reeditar esquema tático de 2013

iG Minas Gerais | Diego Costa |

Lucas Pratto pode jogar como centroavante, tal como Jô atuava
MOISÉS SILVA - 7.1.2015
Lucas Pratto pode jogar como centroavante, tal como Jô atuava

Em 2013, o atleticano se acostumou a ver um quarteto ofensivo marcante no esquema do Galo. Ronaldinho Gaúcho, Bernard, Diego Tardelli e Jô formaram um ataque fundamental para a conquista da inédita Copa Libertadores da América. Em 2015, Levir Culpi prepara uma nova versão do esquema tático, com novos personagens: Dátolo, Luan, Sherman Cárdenas e o argentino Lucas Pratto.

Com o técnico Cuca, a linha de frente do Atlético tinha Ronaldinho como o cérebro do time, com o craque ficando com a responsabilidade de armar as principais jogadas. Nas pontas, Tardelli aparecia pela esquerda, enquanto Bernard incomodava os adversários pela direita. E para completar, Jô era o centroavante, o goleador. Para atormentar as defesas, principalmente Tardelli e Bernard costumavam trocar de posição, a chamada “bagunça organizada”. Sem bagunça. Desde que retornou ao clube, Levir mudou o estilo de jogo do Galo. Uma das grandes alterações veio com a redução das chamadas ligações diretas – quando a bola sai da defesa, após um chute aéreo. Com o Cuca, a todo momento, via-se Jô disputando, pelo alto, com os defensores adversários. Em relação ao posicionamento, a chegada de Cárdenas pode fechar um novo quarteto em 2015, mas com a cara de Culpi. O colombiano tende a atuar pela esquerda. Pelo meio, Dátolo faria a função de Ronaldinho Gaúcho, com Luan na direita fazendo o papel de Diego Tardelli, e Pratto, como o centroavante. A própria chegada do argentino mostra que o treinador mudaria o esquema de jogo do ataque do Galo, ao promover a volta de um homem de referência na grande área, diferentemente de 2014, quando a aposta era na intensa movimentação das peças do setor ofensivo. Contudo, Levir afirma que ainda busca o melhor posicionamento para o time neste início de 2015. “Não acho que a gente tem um time redondinho. Vamos ter que adaptar com o Pratto e o Cárdenas. Às vezes, um jogador acaba equilibrando ou desequilibrando a equipe. Temos de esperar o momento certo (para lançar o Cárdenas). Estou tranquilo. Qualidade técnica nós temos, vamos trabalhar o conjunto agora”, afirmou Levir. Já Sherman Cárdenas, o último do quarteto a chegar na equipe, deixa o posicionamento para depois e só pensa em ajudar o time. “Jogo no meio, pela esquerda ou até na direita, e posso jogar onde o treinador espera que eu jogue. Meu estilo de jogo é dinâmico, rápido, e acredito que possa me entregar pela equipe”, disse o meia colombiano.

Grupo Fechado? O técnico Levir Culpi e o diretor de futebol Eduardo Maluf indicam que o elenco do Galo está fechado. Mas o dirigente atleticano informa que “se houver um grande nome, o Atlético poderá trazer”.

Levir começa a definir time para sábado O Atlético que começará a partida contra o Democrata, de Governador Valadares, no próximo sábado, às 19h30, começará a ser moldado pelo técnico Levir Culpi a partir desta segunda. Além de poder contar com o novo reforço Sherman Cárdenas, o treinador avalia a condição física de seus atletas para o duelo no Horto. “Vamos fazer a avaliação do desgaste físico com os fisiologistas e fisioterapeutas”, disse Levir. O Galo volta aos treinos na tarde de hoje.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave