Com um a menos, Corinthians "segura" Palmeiras e vence

O gol decisivo da partida foi marcado por Danilo, após erro crucial do zagueiro Vitor Hugo, que recuou a bola de forma errada para o goleiro Fernando Prass e permitiu o adversário decretar o placar ainda no primeiro tempo

iG Minas Gerais | Folhapress |

Danilo chegou ao Corinthians e se logo se tornou ídolo da torcida
Divulgação
Danilo chegou ao Corinthians e se logo se tornou ídolo da torcida

Mesmo com o goleiro Cássio expulso logo no começo do segundo tempo, o Corinthians conseguiu suportar a pressão do Palmeiras e venceu o clássico por 1 a 0, neste domingo (8), no novo estádio alviverde, pela 3ª rodada do Campeonato Paulista.

O gol decisivo da partida foi marcado por Danilo, após erro crucial do zagueiro Vitor Hugo, que recuou a bola de forma errada para o goleiro Fernando Prass e permitiu o adversário decretar o placar ainda no primeiro tempo.

Com o resultado, o time do técnico Tite chegou aos seis pontos, na liderança do Grupo B mesmo com um jogo a menos do que os demais integrantes da chave. Já o Palmeiras registrou a sua segunda derrota consecutiva na competição e ficou com três, no terceiro lugar do Grupo C.

Antes de a bola rolar, houve um confronto entre a Polícia Militar e a torcida palmeirense, na rua Turiassu. Dois policiais e alguns torcedores do time da casa ficaram feridos.

Já o jogo começou muito equilibrado, com muita marcação no meio de campo e poucas chances criadas no campo de ataque, o que deixou o clássico sem muita emoção, principalmente, no primeiro tempo.

O Palmeiras, toda vez que recuperava a posse de bola, buscava impor muita velocidade pelos lados do campo. Pelo setor esquerdo, com Zé Roberto e Allione, a equipe alviverde conseguia criar as melhores jogadas no campo de ataque, já que Petros e Edilson tinham muitas dificuldades de marcar os adversários por ali.

Já o Corinthians, quando atacava, procurava manter a posse de bola para cadenciar a partida e, assim, evitava ser pressionado pelo arquirrival. E a estratégia deu certo. Após conseguir inibir o ímpeto inicial dos palmeirenses, o time alvinegro conseguiu impor o seu jogo e começou a rondar o gol adversário com perigo.

Como aos 19min, quando Mendoza, após rápida descida pelo meio, tocou para Bruno Henrique, que chutou forte e rasteiro de fora da área e acertou a trave direita de Fernando Prass. O goleiro do Palmeiras ainda deu um leve desvio na bola e conseguiu evitar o gol corintiano.

A equipe da casa conseguiu superar a defesa alvinegra somente em uma jogada de bola parada. Aos 26min, após cobrança de falta na intermediária, Vitor Hugo ganhou da defesa corintiana pelo alto e exigiu bela defesa do goleiro Cássio. A bola ainda resvalou na trave antes do camisa 12 jogá-la pela linha de fundo.

E, com o jogo bastante parelho, um erro individual foi crucial para o placar ser aberto no clássico. Aos 32min, Vitor Hugo recuou fraco a bola para Fernando Prass, o que permitiu Petros ganhar o lance e tocar para Danilo, com o gol aberto, fazer 1 a 0.

Com isso, o confronto ficou à caráter do Corinthians, que jogou somente nos erros dos palmeirenses. Danilo, de novo, quase marcou o seu segundo gol na partida ao cabecear a bola rente à trave alviverde antes do intervalo.

No segundo tempo, o técnico Oswaldo de Oliveira voltou com Dudu no lugar de Maikon Leite. E o Palmeiras melhorou e pressionou o Corinthians desde os primeiros minutos.

A pressão alviverde aumentou ainda mais após o goleiro Cássio, que já tinha sido advertido pela arbitragem, ser expulso por fazer cera toda vez que cobrava tiro de meta.

No entanto, os palmeirenses conseguiram a melhor chance de empate somente aos 35min, quando, após cruzamento para a grande área do Corinthians, o lateral Lucas chutou quase à queima-roupa e Walter fez excelente defesa com os pés, assegurando a vitória alvinegra.

Leia tudo sobre: futebolcorinthianspalmeiras