Glamour renovado

Os icônicos hotéis da ilha caribenha passaram por uma modernização

iG Minas Gerais | Jacqueline Costa |

Área de praia do hotel  Cheval Blanc, do grupo LVMH
Jacqueline Costa/Agência O Globo
Área de praia do hotel Cheval Blanc, do grupo LVMH

Os hotéis mais luxuosos da ilha estão cheios de novidades. Comprado em julho de 2014 pelo grupo LVMH (dono da Louis Vuitton, entre outras grifes), o Cheval Blanc, em Flamands, renovou suas cores, os lençóis e até mesmo o perfume que paira no ar – o Tropical Chic foi criado por Thierry Wasser, perfumista da Guerlain, marca também associada ao seu spa.

Depois de uma reforma que consumiu US$ 40 milhões, o hotel Guanahani & Spa foi transformado em Le Guanahani. Refúgio de luxo na praia de Grand Cul de Sac, o hotel ganhou decoração assinada pelo renomado designer Luis Pons, de Miami.

O Eden Rock, que já teve Greta Garbo como hóspede, renovou sua gastronomia. O menu criado pelo badalado Jean-Georges Vongerichten ganhou o reforço do chef executivo Eric Desbordes.

Como ir

Aéreo. Para ir a St. Barth, é preciso voar para St. Maarten. A Copa Airlines tem voos a partir de R$ 2.482. A American Airlines tem a mesma rota, com conexão em Miami, a partir de R$ 3.467.

Barco. De St. Maarten a Saint Barth há serviço de barcas, com uma hora de travessia, a partir de 90 eurosida e volta (sbhferry.com). De avião, pela Winair, são apenas 15 minutos, a partir de 169 euros (fly-winair.sx).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave