Minas vence clássico eletrizante com o já classificado Sada Cruzeiro

Duelo mineiro durou mais de duas horas e equipe da Rua da Bahia se deu melhor, vencendo por 3 sets a 1

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

ESPORTES - CONTAGEM MG - BRASIL - 7.22015 - SUPERLIGA MASCULINA DE VOLEI - Partida entre SADA CRUZEIRO x MINAS no Ginasio Poliesportivo do Riacho em Contagem MG.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
douglas magno
ESPORTES - CONTAGEM MG - BRASIL - 7.22015 - SUPERLIGA MASCULINA DE VOLEI - Partida entre SADA CRUZEIRO x MINAS no Ginasio Poliesportivo do Riacho em Contagem MG. Foto: Douglas Magno / O Tempo

Que jogão! Com lances espetaculares, duelos entre atacantes tarimbados, passes milimétricos dos levantadores, raça, garra, disposição, belos rallys e muita vibração, Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube travaram um clássico eletrizante, digno de dois gigantes do voleibol brasileiro, neste sábado, no ginásio do Riacho. E quem riu por último foi o time minastenista, que venceu por 3 a 1, com parciais de 31/33, 25/23, 25/23 e 25/20, em mais de duas horas.

O atacante cubano do Minas, Escobar, fez 25 pontos, ou seja, um set inteiro.

O resultado não alterou a posição dos clubes na tabela da Superliga masculina. O Sada já estava garantido na liderança da primeira fase, enquanto o Minas segue em quinto lugar. Mas o jogo serviu para outros propósitos.

Aos celestes, o embate funcionou como uma oportunidade a alguns atletas que não vinham atuando tanto, como o ponteiro Kadu, de 20 anos. Aos minastenistas, aumentar a moral e dar prosseguimento à evolução no campeonato. De quebra, o Minas quebrou um tabu de não vencer o rival há um ano.

Os dois times só voltam à quadra pela Superliga no próximo dia 21. Enquanto o Minas terá outro mineiro pela frente, o Montes Claros, no Tancredão, o Sada vai encarar o Vôlei Brasil Kirin-SP, em Campinas. Antes, porém, o time celeste irá disputar o Sul-Americano, na Argentina. A estreia acontece nesta quarta-feira, ante o San Martin-BOL.

O jogo. As duas equipes iniciaram a partida a todo vapor e proporcionaram um espetáculo aos torcedores presentes no primeiro set. Com o celeste Wallace e o minastenista Escobar protagonizando um duelo à parte – cada um anotou oito pontos na parcial –, Sada e Minas brindaram a torcida com lances magistrais e uma disputa ferrenha sem previsão de acabar.

Somente quando o cronômetro quase apontava 38 minutos que Wallace, com uma bela largadinha que encobriu o bloqueio triplo do rival, fechou a etapa em 33 a 31.

O segundo set também reservou momentos emocionantes, com Cruzeiro e Minas se revezando na liderança no placar ao longo de toda a parcial. Só que desta vez, foi o time minastenista quem riu por último. Comandado pelo cubano Escobar, autor de nada menos que nove pontos, a equipe de Nery Tambeiro venceu a etapa por 25 a 23, em quase meia hora, empatando a partida.

O equilíbrio continuou a imperar no terceiro set. O Sada começou mais eficiente, abrindo três pontos de diferença (8 a 5). Só que, aos poucos, os minastenistas encaixaram seu melhor jogo. Com muita disposição e um pouco mais de frieza que o adversário, o Minas Tênis voltou a ganhar por 25 a 23, virando o duelo.

No quarto set, o técnico Marcelo Mendez deu uma oportunidade ao ponteiro Kadu e ao levantador Fernando, que se saíram muito bem. No entanto, o Minas continuou melhor e, mais equilibrado, levou a melhor por 25 a 20, garantindo uma importante vitória sobre o líder da Superliga.

Leia tudo sobre: sada cruzeirovoleiminasclassicomineiroriacho