Motociclistas abastecem R$ 0,86 e exigem nota fiscal em protesto em BH

Organizador da manifestação alega que assim, postos gastaram mais do que arrecadaram; ato aconteceu na região Oeste da capital e cerca de 150 motoristas participaram

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Motociclistas de Belo Horizonte protestaram contra o aumento do valor da gasolina, na tarde deste sábado (7), no bairro Cabana, na região Oeste de Belo Horizonte. De acordo com o organizador da manifestação, pelo menos 150 pessoas que trabalham com motos, aderiram ao movimento, que foi combinado pelo Facebook.

O grupo foi em dois postos de combustíveis na região e abasteceram R$ 0,86, exigindo nota fiscal. Um advogado foi convidado pelos motoristas e acompanhou o ato. Esse valor, segundo eles, é o mínimo que se pode abastecer. A Polícia Militar foi informada do protesto.

“A gente entende que colocando essa quantidade mínima e exigindo nosso direito (nota fiscal), fizemos com que o posto gastasse mais do que recebesse, já que cada nota saiu no valor de R$ 0,86. Foi a maneira que pensei para protestar contra esse abuso”, justificou o mecânico de motocicletas, Jonathan Francis, 25.

Os postos escolhidos são os da região da maioria dos condutores que participaram do protesto.  

Leia tudo sobre: protestoaumentogasolinamotociclistas