Guerra na Síria supera 210.000 mortos, segundo ONG

As forças rebeldes sofreram 38.325 baixas entre os combatentes sírios e 24.989 entre jihadistas estrangeiros

iG Minas Gerais | AFP |

A guerra na Síria fez mais 10.000 mortes ao longo dos últimos dois meses, elevando a mais de 210.000 o número de mortes no conflito que já dura quatro anos, anunciou neste sábado o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

"Desde março de 2011, contabilizamos a morte de 210.060 pessoas, das quais 10.000 apenas entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015", afirmou o OSDH.

Em razão do conflito, morreram "65.146 civis, incluindo 10.664 crianças", disse Rami Abdel Rahmane, diretor do OSDH.

As forças rebeldes sofreram 38.325 baixas entre os combatentes sírios e 24.989 entre jihadistas estrangeiros, de acordo com o OSDH.

Dos mortos das forças do governo, 45.385 pertencem ao exército, 29.943 às formas paramilitares, 640 são combatentes do movimento xiita libanês Hezbollah e 2.502 de milícias xiitas de outros países.

Um total de 3.130 corpos não foram identificados.

O balanço "é certamente maior do que as 210 mil mortes registradas, porque há uma grande quantidade de desaparecidos cujo destino é desconhecido", disse Abdel Rahmane.

Além disso, nas prisões do governo há 20.000 pessoas que estão listadas como desaparecidas.

"Todos os dias recebemos provas de mortos nas prisões sob tortura", disse o diretor do OSDH.

Além disso, o paradeiro e destino de milhares de civis e combatentes de ambos os lados que foram sequestrados são ignorados.

Leia tudo sobre: GuerraSíria210.000 mortosmortes