Presidente do PT diz que 'é hora de espantar o mau humor'

Em seu discurso, Rui Falcão pediu a reestruturação do partido e falou da necessidade de se convocar um plebiscito para mudanças na política

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli/Isabella Lacerda |

Em discurso na cerimônia de comemoração dos 35 anos do PT em Belo Horizonte, o presidente nacional do partido, Rui Falcão, defendeu a reestruturação do partido a partir de agora. Segundo ele, agora é hora de defender o governo da presidente Dilma Rousseff, fase-la cumprir o programa de governo, "respondendo às críticas e as forças conservadoras do Congresso".

Segundo o dirigente, o momento é de levar para as ruas a defesa do programa que venceu as eleições e não permitir que se flerte com "o golpista". "Esses desafios vão exigir do PT um renascimento. Queremos um partido presente na vida do povo", afirmou, declarando em seguida a necessidade de "reforçar a ética".

Em mais de 20 minutos de discurso, ele disse que já há consenso no PT pela reforma política e destacou a necessidade de se convocar um plebiscito para mudanças na política "pois há resistência no Congresso".

"É hora de espantar o mau humor e reascender a esperança. É hora de sermos cada vez mais PT", finalizou Rui Falcão que não citou em nenhum momento as denúncias contra o partido nem mesmo o nome do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, acusado de receber propina no esquema que envolve a Petrobras.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave