Botafogo enfrenta o Bonsucesso na reabertura do Engenhão

Fechado desde março de 2013, o estádio será reaberto com capacidade provisória de 17.444 lugares

iG Minas Gerais | Folhapress |

Técnico do Botafogo espera boa presença de público
Técnico do Botafogo espera boa presença de público

O Botafogo promove a reabertura do Engenhão neste sábado, às 17h, em duelo contra o Bonsucesso, pela terceira rodada do Campeonato Carioca.

Fechado desde março de 2013, o estádio será reaberto com capacidade provisória de 17.444 lugares e rebatizado pela diretoria do clube como estádio Nilton Santos -homenagem ao bi-campeão mundial e ex-jogador do Botafogo.

O time da casa busca recuperação após sofrer empate do Volta Redonda aos 47 minutos do segundo tempo, em partida que terminou em 2 a 2 na última quarta (4). O resultado deixou a equipe do técnico René Simões com quatro pontos, na quinta colocação -uma abaixo da zona de classificação para as semifinais da Taça Guanabara.

Para o jogo deste sábado (7), o Botafogo deve apresentar apenas uma novidade. O meia Tomas vai estrear entre os titulares no lugar de Gegê, que não foi bem na última partida. O atacante Jobson, com edema na coxa esquerda, não treinou nesta sexta (6) e está fora da partida.

Já o Bonsucesso joga em busca do primeiro ponto na competição. Após perder para Resende (1 a 0) e Bangu (2 a 0), a equipe precisa de um resultado positivo para se afastar das últimas posições da tabela. Hoje, o time está na penúltima colocação, à frente do Barra Mansa pelo saldo de gols. A equipe da zona norte do Rio deve entrar em campo com o mesmo time que perdeu para o Bangu na última quarta (4).

BOTAFOGO Jefferson; Gilberto, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Diego Jardel e Tomas; Rodrigo Pimpão e Bill. T.: René Simões

BONSUCESSO Preto; Ivan, Jadson, Elton e Cristiano; Marquinhos, Júnior, Fernando e Matheus; Robertinho e Lucas. T.: Caio Couto.

Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga Estádio: Engenhão, no Rio Horário: 17h

Leia tudo sobre: BotafogoBonsucessoTaça guanabaraEngenhão