Presidente da CUT promete ato em favor da Petrobras

Cerimônia começou às 19h30; Vagner Freitas, abriu os discursos e declarou que hoje é dia de "dar recados", e que propor o impeachment da presidente Dilma é "uma vergonha"

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda/Lucas Pavanelli |

A cerimônia de comemoração aos 35 anos do PT começou as 19h30 desta sexta-feira (6) com a presença de governadores aliados aos petistas, além do ex-presidente Lula, a presidente Dilma Rousseff e o presidente do Uruguai, Pepe Mujica. A militância lota o auditório do MinasCentro, em Belo Horizonte.

Presidente da Central Unica dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, abriu os discursos e declarou que hoje é dia de "dar recados". "Faremos um grande ato dia 24 em defesa da Petrobras", declarou logo apos afirmar que há um movimento de tentativa de propor o impeachment da presidente Dilma, o que é "uma vergonha".

Freitas disse que o PT não pode mais aceitar ser achincalhado e pediu uma salva de palmas ao militante João Vaccari Neto, que, segundo ele, foi "violentado por uma ação da Polícia Federal" ao depor na operação Lava Jato ontem. "É um companheiro sério e honesto", declarou sobre Vaccari.

O tesoureiro do PT não foi anunciado no microfone do evento, mas está no palco ao lado dos petistas. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave