Estelionatário se passa por funcionário da Caixa e furta R$ 18.900

funcionários e donos do estabelecimento esperam, que pelo menos, o furto sirva de alerta para que outras pessoas do ramo não sejam novas vítimas

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um estabelecimento, que atua como correspondente bancário da Caixa Econômica Federal (CEF), foi alvo de um estelionatário, nessa semana, no bairro Nossa Senhora de Fátima, em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte. Somente nessa quinta-feira (5), um funcionário do local percebeu que R$ 18.900 foram roubados, ao cair em um golpe.

A vítima, que não terá a identidade divulgada, contou à reportagem de O TEMPO como é o modos operandi do criminoso. “Uma pessoa, através de uma ligação, se identifica como sendo funcionário da Caixa Econômica Federal, passa algumas informações da empresa, como nome dos proprietários e/ou responsáveis pelo estabelecimento, diz ainda que necessita fazer atualizações no sistema e pede pra reiniciar o computador pra começar o processo de "atualização". Diz que precisa fazer alguns procedimentos em recargas, boletos, convênios e depósitos e que este estará em "modo teste" e todas as operações sairão automaticamente do sistema as 00:00h. Depois de feito todo o procedimento, a pessoa diz que irá participar de uma reunião, pede pra reiniciar o computador novamente pra sair do "modo teste" e atender normalmente” (sic), relatou por e-mail.

No dia seguinte, foi verificado que o dinheiro foi repassado e que nenhuma atualização era necessária. Um boletim de ocorrência foi registrado, mas até o momento, o suspeito não foi identificado.

Os funcionários e donos do estabelecimento esperam, que pelo menos, o furto sirva de alerta para que outras pessoas do ramo não caiam no mesmo golpe.  

Leia tudo sobre: estelionatáriogolpeCaixafuncionário