Ministério da Justiça tira do ar publicidade considerada machista

Campanha era contra abuso de álcool; cartaz mostrava duas jovens com um celular, rindo de uma terceira garota

iG Minas Gerais | Folhapress |

O Ministério da Justiça removeu de sua rede social uma peça publicitária de uma campanha contra o abuso de álcool após receber críticas de internautas. O post, publicado no Facebook, foi considerado machista e um incentivo ao bullying por alguns usuários.

O cartaz mostrava duas jovens com um celular, rindo de uma terceira garota. Ele também trazia a mensagem: "Bebeu demais e esqueceu o que fez? Seus amigos vão te lembrar por muito tempo".

Após a remoção da mensagem, o ministério publicou, também em sua página no Facebook, um pedido de desculpas. "A campanha #BebeuPerdeu é muito mais do que isso. Nós nos equivocamos com a peça. Ela tem o objetivo de conscientizar jovens até 24 anos sobre os malefícios do álcool.

Atuamos em políticas públicas em conjunto com a Secretaria de Políticas para a Mulher (SPM) contra a violência doméstica, o feminicídio e outras formas de violência contra a mulher. Pedimos desculpas pelo mal entendido e ao mesmo tempo contamos com a colaboração de todos na campanha", afirmou.

A campanha #BebeuPerdeu será lançada na próxima segunda-feira (9) em todo o país. Outros cartazes da campanha não foram removidos da página do Ministério da Justiça no Facebook.

Leia tudo sobre: #BebeuPerdeu