Celeste Joel nega pedido de dupla cidadania e explica sua situação

Jogador do Cruzeiro esclareceu que sequer entrou com o pedido para assegurar a nacionalidade brasileira

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Washington Alves / Cruzeiro / Light Press
undefined

O atacante Joel colocou fim, na tarde desta quinta-feira, a uma dúvida que pairava em relação a sua cidadania. Depois de o empresário Sérgio Malucelli garantir que o avante havia conseguido se naturalizar brasileiro, o próprio jogador negou a informação.

“A minha situação é a seguinte: eu tenho o visto permanente. Não sei se todos sabem, o visto permanente me permite não precisar pedir visto a cada dois anos como eu fazia antes. O visto permanente me faz não precisar de visto para entrar e sair do Brasil, posso fazer isso a qualquer momento”, explicou o camaronês.

Joel esclareceu ainda que sequer entrou com o pedido para assegurar a nacionalidade brasileira.

"Não fiz o pedido de dupla cidadania. Saiu o meu visto permanente há um mês. Com a dupla cidadania, posso jogar pela seleção brasileira ou pela seleção de Camarões, por exemplo. Mas dupla cidadania é outro processo. Eu ainda não fiz o pedido", garante o avante. 

Com isso, a Raposa contabiliza cinco estrangeiros no seu elenco: os chilenos Mena e Seymour, o colombiano Riascos, o uruguaio Arrascaeta e o próprio camaronês.

Leia tudo sobre: joelcamaronesexplicacidadaniabrasil