Luan diz que não pensa em seleção, mas 'sonha' em escrever um livro

Meia-atacante ainda brincou com o título da biografia de Levir: 'Um burro com sorte'

iG Minas Gerais | Diego Costa |

Luan se divertiu com a possibilidade de escrever um livro da sua história no Galo
Bruno Cantini/Flickr Atlético
Luan se divertiu com a possibilidade de escrever um livro da sua história no Galo

Em mais uma entrevista coletiva descontraída na Cidade do Galo, o meia-atacante Luan comentou, dentre outras coisas, sobre a seleção brasileira. Além de afirmar que não pensa em vestir a camisa amarelinha neste momento, ele ainda brincou que escreveria um livro para contar a história dele no Atlético.

O meia-atacante se tornou um dos grandes ídolos da torcida alvinegra. E não foi somente pelo desempenho em campo, mas também pelo estilo do jogador, que encarnou a raça que os atleticanos tanto exigem dos atletas. E para continuar se destacando com o torcedor, ele afirma que não pensa na seleção brasileira, pelo menos neste momento.

"A seleção é consequência do trabalho que se faz. Geralmente, a convocação vem. Eu não penso na seleção agora, só no Galo. Quero conquistar um ou dois títulos, deixar a equipe no topo, entre as melhores do Brasil. Vou trabalhar. Quando chegar a convocação, vou ficar feliz, mas meu pensamento é conquistar títulos no Galo", diz o meia.

Aos 24 anos, ele acumula os títulos da Libertadores, Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Recopa Sul-Americana pelo Atlético. Ele chegou ao Atlético em 2013, após boa passagem pela Ponte Preta. De lá para cá, além de conquistas, Luan construiu histórias de superação pelo Galo. Em tom de brincadeira, ele disse que planeja reuni-las em um livro, assim como fez o técnico Levir Culpi, que lançou a biografia intitulada "Um burro com sorte".

Luan afirma que nunca imaginava que se tornaria, em tão pouco tempo, um ídolo alvinegro.

"A gente nunca imagina, mas tem em mente de chegar em uma grande equipe e conquistar títulos. A minha vinda para o Atlético foi de Deus. Desde a minha chegada, tive lesões, mas superei. Eu espero fazer um livro, mas não um "Um Burro com sorte" (livro do Levir Culpi), e sim de um cara iluminado. Espero conquistar títulos e vitórias no Atlético", brinca Luan.

Dentro de campo, ele comemora o desempenho nas primeiras partidas do ano. Contra o Tupi, deu um importante passe para o gol de Lucas Pratto, o segundo da vitória do Galo por 2 a 0, na estreia do Estadual.

Ele afirma que espera render ainda mais na temporada 2015.

"É uma qualidade que eu tenho. Desde que cheguei aqui, estou me dedicando para jogar no nível do Atlético de Sorocaba (interior de São Paulo). Sempre lembro deste clube porque jogava solto, sem responsabilidade. E numa equipe grande, quando a gente chega, tem a responsabilidade. Contra o Tupi, estava observando os espaços, enfiar a bola para os companheiros. Dei sorte com o Pratto, e ele finalizou bem", conclui Luan.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave