Rio 2016 terá investimento de R$ 350 milhões em segurança

Segundo o secretário Andrei Augusto Passos, o valor se refere apenas à participação do Ministério da Justiça

iG Minas Gerais | Folhapress |

Quando os manifestantes chegaram perto do Maracanã, a Polícia Militar do Rio de Janeiro colocou o caveirão para interditar a rua e garantir a segurança ao
Cândido Henrique Silva / WebRepórter
Quando os manifestantes chegaram perto do Maracanã, a Polícia Militar do Rio de Janeiro colocou o caveirão para interditar a rua e garantir a segurança ao "raio-Fifa"

O secretário extraordinário de segurança para grandes eventos do Ministério da Justiça, Andrei Augusto Passos Rodrigues, anunciou nesta quarta (4) que a cidade do Rio de Janeiro vai receber cerca de R$ 350 milhões em investimentos na área de segurança pública para os Jogos Olímpicos de 2016.

O anúncio foi feito durante a cerimônia de criação da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil, no Centro Integrado de Comando e Controle no Rio de Janeiro. Segundo o secretário, o valor se refere apenas à participação do Ministério da Justiça.

"Deste investimento, cerca de R$ 100 milhões são usados em capacitações que faremos em 2015, e o restante deve ser usado em infraestrutura e outros investimentos. O Rio já tem experiência em grandes eventos na sua história, agora queremos repetir o modelo de sucesso usado na Copa do Mundo."

Ainda no evento, o secretário de Segurança Pública do Estado do Rio, José Mariano Beltrame, afirmou que, após os atentados terroristas ocorridos na França em janeiro, a organização dos Jogos Olímpicos Rio 2016 vai contar com ajuda do governo dos Estados Unidos em um plano de cooperação para ações de segurança durante a competição.

"O terrorismo sempre foi um dos focos de nossa preocupação. Mas haverá uma atenção maior nesse sentido. Vamos nos reunir com a ATA (Agência Antiterror Americana) para planejar as ações nos jogos. Também estamos contando com a cooperação de outros países como Alemanha e França para trabalharmos em conjunto."

O objetivo da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil, que terá reuniões mensais até a realização dos jogos é unificar as ações que serão realizadas unindo não apenas forças de segurança, mas também instituições públicas e privadas.

Ainda de acordo com Beltrame, o plano será posto em prática já em 2015. "Nosso objetivo é testar toda a estratégia nos eventos-testes em julho. Nessas ações já usaremos novos equipamentos e não haverá nenhuma ação isolada, tudo estará interligado."

Entre os equipamentos que serão utilizados estão os balões estacionados, que terão câmeras de segurança em alta resolução e vão transmitir em tempo real as imagens para o CICC (Centro Integrado de Controle e Comando). Na Copa do Mundo o Rio de Janeiro foi a cidade que mais recebeu recursos do Ministério da Justiça, em torno de R$ 110 milhões.