Difícil que o título saia da sede do Cruzeiro ou do Atlético

iG Minas Gerais |

No futebol, tudo é possível, mas as previsões em determinadas situações são cada vez mais confiáveis, principalmente quando há um abismo financeiro entre os concorrentes. É o caso do Campeonato Mineiro. Alguém imagina ao menos a hipótese de o título deste ano ser conquistado por algum clube do interior? Ou até o mesmo o América, que tem uma excelente estrutura, mas cujo elenco está muito distante de Atlético e Cruzeiro em qualidade? Aliás, no Brasil, são poucos os clubes que estão em condições de competir em igualdade com a nossa dupla mais forte. Se no eixo Rio/SP há muito mais dinheiro de patrocinadores e direitos televisivos, em Minas os dirigentes têm se mostrado mais competentes nas contratações e na gestão, o que fez com que Galo e Raposa dominassem a cena nacional em dois anos consecutivos. Bagunça carioca No Rio, palhaçada o começo do campeonato deles: bate-boca entre cartolas dos clubes e federação sobre preços de ingressos, polêmica com os donos do Maracanã em relação às taxas que os clubes terão que pagar e uma absurda invasão do vestiário do Macaé, por torcedores do Flamengo, que, além de roubar pertences dos jogadores do clube do interior, ainda agrediram, covardemente, o goleiro Ricardo Berna. Paulistas confusos Entre os paulistas, a diretoria do São Paulo dá entrevistas pressionando o técnico Muricy, dizendo que ele não pode reclamar do elenco que é “o melhor do país, sem sombra de dúvidas”, e que não aceita outro resultado que não seja os principais títulos em disputa na temporada. O mesmo São Paulo que foi o primeiro a arrumar um jeito de burlar as determinações da Fifa/CBF de acabar com os investidores nos clubes. Contratou o argentino Centurión e disse que os R$ 12 milhões investidos foram “emprestados” por um torcedor apaixonado do clube. Sem falar que a namorada do presidente Carlos Miguel Aidar receberia comissões para intermediar negócios do clube, e isso só não se concretizou porque o ex-aliado dele, o antecessor Juvenal Juvênio, pôs a boca no mundo, já que agora são inimigos. Bom exemplo do Sul Por outro lado, atitude de grandeza do Grêmio, que, mesmo incomodado com a contratação de Anderson pelo arquirrival Inter, vai manter a imagem do meia no painel do túnel de acesso ao campo da sua Arena. Nele está a cena histórica de Anderson marcando o gol que garantiu ao Grêmio o título da Série B de 2005 e o acesso à A, naquele jogo contra o Náutico que ficou conhecido como a “Batalha dos Aflitos”.

Boa nova de Goval Juliano Coelho, de Governador Valadares, informa: “Gostaria de te passar a informação de que teremos em breve um novo estádio em Governador Valadares. O governo municipal autorizou a alienação do Mamoud Abbas (terreno do município) ressalvado que o recurso da venda será para a construção de um novo estádio. Com isso, teremos por aqui um bom gramado e melhores instalações. PS: por falta de chuvas, o gramado do Mamudão está castigado; ainda mais por ser grama ‘pernambuco’, com o calor de GV.” E o Edson Morais, também de Valadares, emenda: “informo que a Prefeitura doou o terreno para o clube há 50 anos, porém, o mesmo só poderia ser utilizado para a prática desportiva. A lei foi alterada no fim do ano passado, e agora o Democrata pode vender ou alienar o terreno, sendo que o estádio atual só poderá ser demolido após o comprador entregar à pantera um estádio novo, padrão Fifa, a distância não superior a 10 km do Centro. Não será investido qualquer recurso público.”

Os que chegam Para todo jogador que chega contratado por algum dos nossos clubes, a minha opinião é a mesma: só depois de vários jogos para se dizer que se trata de “reforço” ou apenas mais uma contratação. São os casos do volante Willians, que veio do Inter para o Cruzeiro, e do Cárdenas, o colombiano que mostrou serviço com a camisa do Nacional de Medellín e chega com prestígio ao Galo.

Torneio das Penitenciárias Vem aí o II Torneio Sidnei Metropolitano das Penitenciárias do Estado de Minas Gerais, promovido pelo Sidnei Aloisio da Silva. Neste ano, será jogado com todos os campos equipados com alambrados e com quatro árbitros por partida. Participarão Agentes, Administrativos, Sócio Educativos e equipes convidadas. O telefone para mais informações sobre a primeira reunião é (31) 8454 6287.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave