Oposição em clima de “guerra”

Outro tucano, Gustavo Valadares engrossou o coro e convidou os antigos secretários de governo (que aderiram ao bloco independente) a defender os projetos

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli |

A primeira sessão plenária na Assembleia após a posse dos deputados eleitos foi marcada por indignação da oposição na Casa. Base de governo durante as gestões de Aécio Neves e Antonio Anastasia, ambos do PSDB, e Alberto Pinto Coelho, do PP, os deputados ficaram incomodados com as críticas e reafirmaram posição de “guerra” para defender os projetos da gestão tucana.  

“Fernando Pimentel sequer veio aqui. Mandou o vice ler uma mensagem de desrespeito com o partido e os companheiros do último governo. Disse que o choque de gestão não teve resultado”, bradou o deputado João Leite (PSDB).

Outro tucano, Gustavo Valadares engrossou o coro e convidou os antigos secretários de governo (que aderiram ao bloco independente) a defender os projetos.

O ex-líder de governo Bonifácio Mourão (PSDB) falou em “provocação” à oposição. “Era um momento de comemoração, os deputados trouxeram família, e ele fez críticas veementes. Ele deu o tom do que deve ocorrer ao longo deste ano”, disse. 

Divisão de força Como fica a composição de forças na Assembleia após a sessão desta terça: Bloco de Governo: PT (10), PMDB (10), PCdoB (3), PRB (2), PROS (1), PR (3) e PTdoB (3) Total: 32 deputados Bloco Compromisso com Minas (independente)*: PV (4), PSD (4), PSB (3), PPS (3), PTN (3), PSD (2), PMN (1), PEN (1), PTC (1) e PHS (1) Total: 23 deputados Bloco de Oposição: PSDB (9), PP (3), DEM (2), PTB (4) e PDT (4) Total: 22 deputados *Bloco já foi formado e oficializado após leitura em plenário

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave