Belotur entrega nesta quarta planejamento para a festa na capital

Segundo a Belotur, trata-se de medida de praxe do Ministério Público, que será atendida dentro do prazo

iG Minas Gerais | Luiza Muzzi |

Após receber recomendações em relação à proteção do patrimônio histórico e cultural da cidade, a Belotur prometeu entregar nesta quarta ao Ministério Público (MPMG) o planejamento referente ao Carnaval de Belo Horizonte. Em 26 de janeiro, a promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural de Belo Horizonte, Lílian Marotta, deu dez dias para que a prefeitura apresentasse comprovação da adoção de medidas no sentido de minimizar os impactos durante o Carnaval. A preocupação estava justamente nas dimensões que o evento terá neste ano.  

Segundo a Belotur, trata-se de medida de praxe do Ministério Público, que será atendida dentro do prazo. “Há três meses temos um planejamento muito meticuloso. É um grande mapa mesmo, em que a gente fala os percursos e público de cada bloco. Amanhã (nesta quarta) mandarei o planejamento geral com todos os dados”, afirmou o presidente da Belotur, Mauro Werkema.

“Mas não enxergo no momento nenhum patrimônio de qualquer natureza que esteja sob ameaça em Belo Horizonte. Temos um diálogo permanente com todos os órgãos, e não há nenhuma ameaça de bloco de rua com relação a isso (dano ao patrimônio público), não”, esclareceu Werkema.

A reportagem tentou contato com a promotora Lílian Marotta, mas foi informada pela assessoria de imprensa de que ela não concederia entrevista. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave