Após reunião, Dilma acerta saída de Graça Foster até o fim do mês

Todo comando da cúpula da empresa deve ficar no cargo até o fim de fevereiro; dirigente da companhia saiu sem falar com a imprensa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Após reunião, Dilma e Foster decidem cronograma de saída de diretoria
Tânia Rêgo/ABr
Após reunião, Dilma e Foster decidem cronograma de saída de diretoria

Após reunião na tarde desta terça-feira (3) no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff e Graça Foster, atual presidente da Petrobras, acertaram um cronograma de saída de toda a diretoria da estatal. A informação é do jornal "Folha de S.Paulo".

O encontro aconteceu horas após a divulgação da troca de comando da estatal. A reunião teve início às 14h30 e terminou três horas depois. A dirigente da companhia deixou a reunião sem comentar a notícia e seguiu direto para o aeroporto de Brasília.

Todo o comando da cúpula da empresa deve ficar no cargo até o fim deste mês. Nos próximos dias, a executiva deverá atuar para encontrar um número referente ao prejuízo causado pela corrupção na companhia

Protesto    

Por volta das 19h30, havia cerca de 50 pessoas em frente ao prédio onde mora a presidente da Petrobras, Graça Foster, em Copacabana, na zona sul do Rio. Elas cobram a demissão da executiva e sua responsabilização pelas irregularidades cometidas na empresa.

Com panelas e cartazes, o grupo se mobilizou pela internet. Seus integrantes dizem não ter ligações com partidos políticos e entidades organizadas.

Em discursos feitos na calçada do edifício, na rua Bolivar, manifestantes estão criticando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT. Também estão pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A manifestação é pacífica. A vigilância é realizada por cerca de 50 policiais militares.