PMDB escolherá líder da bancada na Câmara em votação secreta

O escolhido vai substituir Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi eleito neste domingo (1º) presidente da Câmara

iG Minas Gerais | Folhapress |

Embate.Por não contar com o apoio da bancada do PT, Eduardo Cunha deve disputar a presidência da Câmara com petista Arlindo Chinaglia
Lincon Zarbietti / O Tempo
Embate.Por não contar com o apoio da bancada do PT, Eduardo Cunha deve disputar a presidência da Câmara com petista Arlindo Chinaglia

A bancada do PMDB na Câmara, que reúne 65 deputados, fará uma votação secreta para definir o novo líder do partido.

O escolhido vai substituir Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi eleito neste domingo (1º) presidente da Câmara impondo uma derrota histórica ao Planalto.

Ficou acertado que haverá um rodízio na liderança, com eleição anual, sendo que a definição do próximo será no dia 11.

Os candidatos ao posto terão que apresentar suas candidaturas até a noite desta terça-feira (3).

Dos cinco deputados que já mostram disposição para brigar pela vaga, três fizeram campanha para o senador Aécio Neves (PSDB-RJ), que foi derrotado pela presidente Dilma Rousseff na eleição presidencial de 2014.

O deputado Leonardo Picciani (RJ) conseguiu apoio das bancadas do Rio e de Minas Gerais. Piccinani que esteve na ala oposicionista do governo telefonou nesta segunda (2) ao vice-presidente, Michel Temer, para se colocar e apresentar a plataforma de sua eventual gestão. Também estão na corrida Marcelo de Castro (PI), Manoel Junior (PB) Lucio Vieira Lima (BA) e Danilo Forte (CE). Os deputados do Sul também irão lançar um nome.

Cunha comandou a reunião que discutiu o processo para a eleição e avisou que prefere não votar. Ele tem sido pressionado a interferir na escolha.

"Até lá pode ser que haja consenso, mas é preciso que todos se apresentem", disse Cunha.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave