Treinador aprova treinos da natação brasileira em altitude

Fernando Vanzella comanda atividades na Europa que deixarão atletas mais bem preparados para exigências da temporada

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Estadia da delegação brasileira também rendeu passeios na altitude
Divulgação
Estadia da delegação brasileira também rendeu passeios na altitude

Os treinamentos da seleção brasileira de natação em Sierra Nevada, na Espanha, estão fazendo bem para os atletas do país. A grande diferença nas atividades, que devem render aspectos positivos no retorno ao Brasil, é a altitude. A rotina a 2.320m de altitude pode propiciar uma significativa diferença dentro da água nas competições de 2015.

"Treinamento em altitude é um recurso que usamos para desenvolver e potencializar várias capacidades físicas dos atletas. Inúmeros estudos demonstram os benefícios do treinamento em altitude, oferecendo aos atletas uma oportunidade de ganhos fisiológicos que ao nível do mar seriam mais difíceis de se alcançar. Essa é uma tendência comum em nosso esporte", avalia o técnico Fernando Vanzella.

A equipe parte para sua segunda semana de treinos, debaixo de baixas temperaturas.

"Estamos terminando a primeira semana de treinos e nos adaptamos bem aos treinos e ao clima frio. Porém, nossos treinos não estão sendo afetados, uma vez que todo o local é aclimatizado. Essa semana também fizemos algumas caminhadas na neve, onde pudemos observar e curtir um pouco Serra Nevada", mostra.

A delegação brasileira segue um rigoroso planejamento, que precisa ser respeitado para que os desejados resultados apareçam o quanto antes.

"São três semanas imersos em um só objetivo. Essa semana iremos entrar com um trabalho focado na parte aeróbica. Nos últimos dias teremos algo voltado mais para a parte anaeróbica, por isso precisamos de 21 dias em altitude para todo esse cronograma", aponta Vanzella.