Árbitro põe na súmula a invasão de torcida do Fla a vestiário de rival

Rodrigo Carvalhaes relatou também furto de pertences do Macaé e agressão ao goleiro Ricardo Berna

iG Minas Gerais | Folhapress |

Partida entre Macaé e Flamengo, pelo Carioca, ficou marcada por briga de torcidas
Tiago Ferreira/Macaé
Partida entre Macaé e Flamengo, pelo Carioca, ficou marcada por briga de torcidas

O árbitro Rodrigo Carvalhaes Miranda relatou na súmula que a torcida do Flamengo invadiu o vestiário do Macaé momentos antes do início da partida entre as duas equipes, realizada no último sábado (31), no Moacyrzão, em Macaé, pela abertura do Estadual do Rio.

"Cabe relatar que fui informado 15 minutos antes da partida pelo Sr. Marcelo Viana, delegado da partida, que torcedores do C. R. Flamengo invadiram o estádio através do portão 11 do estacionamento onde entravam as delegações, se dirigiram ao vestiário do Macaé E. F. C. onde efetuaram furtos de alguns pertences e agrediram o Sr. Ricardo Berna, nº 1 do Macaé E. F. C., onde o mesmo sofreu atendimento médico e jogou normalmente a partida até o término", relatou o árbitro.

Na invasão, o goleiro Ricardo Berna, do Macaé, foi agredido. O grupo levou alimentos e material esportivo do Macaé.

Com o relato na súmula, Flamengo e Macaé devem ser denunciados e julgados pelo pelo TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro).

Os dois clubes devem ser denunciados no artigo 213 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) - deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto; invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo; e lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.

Com isso, Flamengo e Macaé correm o risco de perder até dez jogos de mando de campo e serem multados entre R$ 100,00 a R$ 100.000,00.

Leia tudo sobre: árbitroinvasãocampeonato cariocaflamengomacaévestiáriogoleiroricardo