Sada Cruzeiro vence Canoas e garante liderança definitiva da Superliga

Vitória por 3 a 0 deixa time celeste na ponta do campeonato nacional, mesmo faltando três rodadas para fim da primeira fase

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Douglas Cordeiro foi a única novidade na vitória que garantiu liderança celeste
Douglas Cordeiro foi a única novidade na vitória que garantiu liderança celeste

O Sada Cruzeiro, com sobras, se garantiu na liderança da primeira fase da Superliga masculina com três rodadas de antecedência. Jogando na noite desta segunda-feira em Canoas, no interior gaúcho, o time do técnico Marcelo Mendez passou pelo Vôlei Canoas-RS por 3 a 0 (25/23, 25/22 e 25/20), confirmando a primeira posição do maior torneio do país de forma antecipada. Os celestes chegaram aos 53 pontos e não podem ser alcançados por nenhum adversário. O oponente que pode chegar mais perto é o Funvic-Taubaté-SP, que se vencer todos os jogos que lhe restam, alcançará os 52 pontos.

A campanha azul na Superliga, torneio em que defende o título, é irretocável. São 19 partidas e 18 vitórias. O time conta com o melhor levantador nas estatísticas, assim como destaques em outros fundamentos como defesa e ataque. "Nossa campanha é boa e se dá por termos um time que joga junto há cinco anos. Nosso grupo é vitorioso e experiente, sabe a hora de impor seu ritmo e fazer a diferença. Vamos continuar firmes, mesmo com a primeira posição garantida", mostra o ponta Filipe.

Além da boa forma técnica, a equipe mostrou estar em dia com a parte física. Este foi o terceiro jogo em apenas cinco dias. Devido a participação no Sul-Americano, entre os dias 11 e 15 deste mês, em San Juan, na Argentina, os celeste pediram a antecipação de alguns jogos para ganhar dias de preparação para o torneio continental em que também defende o título.

Com apenas uma mudança no time - a entrada do central Douglas Cordeiro no lugar de Éder -, o Sada Cruzeiro se impôs e soube sair de alguns momentos de adversidade que apareceram, principalmente no primeiro set.

No começo da parcial, a recepção não encaixou e os donos da casa abriram quatro pontos de diferença. O oposto cubano Dennis, do Canoas, aproveitava para virar as bolas e causar preocupação no time mineiro.

Mas uma passagem de Leal pelo saque fez o placar se igualar, colocando os cruzeirenses de volta no jogo. Ajudado pelos muitos erros de saque dos gaúchos, os celestes saíram na frente, por vantagem mínima.

No segundo set, o jogo continuou parelho e teve os visitantes mais estáveis na recepção. Erros no final da parcial deixaram a vida celeste mais fácil, para desespero do técnico Marcos Miranda. Foi somente no terceiro set que o jogo ficou menos complicada para os azuis. Uma boa vantagem aberta no começo da etapa foi mantida durante toda a parcial, antes do 3 a 0 ser confirmado.

Agora, a cabeça do Cruzeiro se volta para o clássico contra o Minas, no próximo sábado, em jogo que promete muitas emoções.