Exportações em janeiro atingem o menor patamar desde 2010

A queda praticamente pela metade nas vendas de minério de ferro, em relação a janeiro de 2014, explicam 40% da redução nas vendas totais para o exterior no mês

iG Minas Gerais | Folhapress |

As exportações brasileiras atingiram em janeiro de 2015 o menor patamar para este mês do ano desde 2010, segundo o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). Foram vendidos US$ 653 milhões pelo critério da média por dia útil e US$ 13,7 bilhões no total.

A queda praticamente pela metade nas vendas de minério de ferro, em relação a janeiro de 2014, explicam 40% da redução nas vendas totais para o exterior no mês. Para a China, principal comprador, o recuou foi de 63%.

O preço desse produto recuou 49% em um ano. Já a quantidade de produto exportada recuou apenas 1%.

O resultado do mês tirou a China, pelo menos temporariamente, do topo da lista de maiores compradores de produtos brasileiros. O país asiático ficou com 9,8% dos produtos brasileiros vendidos ao exterior em janeiro, atrás da participação de 14,4% dos EUA.

A queda nos preços dos produtos básicos no mercado internacional ajudou o Brasil, por outro lado, a reduzir o deficit na balança de combustíveis em mais de 50% em janeiro. As vendas brasileiras desse produto caíram 6,7%, enquanto as compras recuaram 26,4% em relação a janeiro de 2014.

Houve ainda queda nas exportações de carnes para a Rússia, incluindo bovina (-67%), suína (-12%) e frango (-14%).

Daniel Godinho, secretário de Comércio Exterior, afirmou que o ministério não fará projeções para o ano com base no dado de janeiro, pois há uma série de fatores que podem influenciar o resultado final, como o desempenho da economia americana e de outros importantes parceiros, os preços das commodities que continuam baixos e o câmbio, por exemplo.

"Não traçaremos meta para exportações. Apenas trabalhamos com expectativa de um saldo positivo no fim do ano", afirmou.

O secretário citou ainda o plano nacional de exportações que está sendo preparado pelo governo para incentivar, principalmente, a venda de produtos com maior valor agregado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave