Dilma Rousseff liga para Eduardo Cunha buscando restabelecer contato

Segundo Cunha a conversa foi amistosa, apesar de ter enfrentado uma operação patrocinada pelo governo contra a sua candidatura e a favor de seu adversário Arlindo Chinaglia

iG Minas Gerais | da redação |

Brazil's President Dilma Rousseff, presidential candidate for re-election of the Workers Party (PT), talks about the results of the general elections during a press conference, in Brasilia, Brazil, Sunday, Oct. 5, 2014. Official results showed Sunday that President Dilma Rousseff will face challenger Aecio Neves in a second-round vote in Brazil's most unpredictable presidential election since the nation's return to democracy nearly three decades ago. (AP Photo/Eraldo Peres)
AP
Brazil's President Dilma Rousseff, presidential candidate for re-election of the Workers Party (PT), talks about the results of the general elections during a press conference, in Brasilia, Brazil, Sunday, Oct. 5, 2014. Official results showed Sunday that President Dilma Rousseff will face challenger Aecio Neves in a second-round vote in Brazil's most unpredictable presidential election since the nation's return to democracy nearly three decades ago. (AP Photo/Eraldo Peres)

A presidente Dilma Rousseff resolveu ligar para o, agora eleito, presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para restabelecer contato com este grupo peemedebista que não possui boa relação com a situação.

Segundo Cunha a conversa foi amistosa, apesar de ter enfrentado uma operação patrocinada pelo governo contra a sua candidatura e a favor de seu adversário Arlindo Chinaglia (PT-SP)

O presidente da Câmara venceu em primeiro turno, o candidato petista, por 267 votos contra 136. O candidato do PSB, Júlio Delgado (MG), ficou em terceiro com 100 votos, enquanto Chico Alencar do PSOL teve oito votos. Dois deputados se abstiveram da votação.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave